ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  14    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Covid mata um a cada 14 horas e Campo Grande compra 3,8 mil sacos para cadáver

Nas últimas duas semanas, 24 pessoas faleceram na Capital em decorrência do novo coronavírus

Por Jones Mário | 11/07/2020 18:38
Paramentados, trabalhadores funerários durante enterro de vítima da covid-19 na Capital (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Paramentados, trabalhadores funerários durante enterro de vítima da covid-19 na Capital (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

A prefeitura de Campo Grande acertou, ontem (10), compra sem licitação de 3.828 sacos para coleta de cadáver, utilizados no manuseio e transporte de corpos. A aquisição foi registrada como emergencial e será custeada com recursos reservados ao enfrentamento à pandemia de novo coronavírus.

Segundo detalhamento de empenho, cada saco cadavérico mede 90 cm x 220 cm, possui zíper e etiqueta para identificação. As coberturas são feitas em polietileno de baixa densidade.

Cada unidade vai custar R$ 14 aos cofres do município. Assim, a compra soma R$ 53,5 mil. Os sacos serão fornecidos pela Universal Produtos Hospitalares Ltda, empresa da Capital.

A aquisição repete movimento já feito pelo governo do Estado, que garantiu 1 mil unidades de coberturas para cadáver ainda em maio.

Nas últimas duas semanas, Campo Grande registrou 24 mortes em decorrência da covid-19. O número equivale a um óbito a cada 14 horas.

Boletim de hoje da SES dá conta de 4.352 casos confirmados de novo coronavírus na Capital. Destes, 1.323 só nesta última semana, a pior em número de novas confirmações da doença na cidade desde o início da pandemia.