ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  30    CAMPO GRANDE 30º

Capital

Debaixo de sol, idosos enfrentam fila de mais de 1 hora para vacinar

A reportagem apurou que as 50 doses disponibilizadas acabaram no meio da manhã, por volta das 9h

Por Viviane Oliveira e Clayton Neves | 31/03/2020 12:33
Depois de muita espera na fila, a movimentação era tranquila no posto de saúde do Bairro Tiradentes (Foto: Silas Limas)
Depois de muita espera na fila, a movimentação era tranquila no posto de saúde do Bairro Tiradentes (Foto: Silas Limas)

Idosos enfrentaram fila de mais de 1 hora debaixo de sol intenso para conseguir vacinar contra a gripe, nesta terça-feira (31), no CRS (Centro Regional de Saúde) do Bairro Tiradentes, em Campo Grande. A reportagem apurou que as 50 doses disponibilizadas na unidade acabaram no meio da manhã, por volta das 9h.

Os pacientes que chegaram depois foram orientados a buscar outra unidade de saúde ou farmácia conveniada. Depois de peregrinar por três locais em busca de vacina, a dona de casa Maria Eugenia, 68 anos, e o marido, conseguiram a senha para vacinar. Ela chegou 9h15 à unidade de saúde e, por volta das 10h25, ainda não havia sido atendida.

Segundo Maria Eugênia, teve gente que desistiu por causa da fila. “Estava de quarentena e só sai mesmo para vir aqui. Estou desde a semana passada tentando vacinar e não conseguia”, contou. Apesar da fila, Maria Eugênia estava aliviada porque finalmente seria imunizada contra a gripe.

Um dos últimos que conseguiu a senha, Edson Rodrigues, 60 anos, aguardava para receber a dose. “Já tinha ido atrás dessa vacina em outros pontos, porém sem sucesso. Fazer o quê? No Brasil é assim mesmo que as coisas funcionam” contou.

Maria Eugenia, 68 anos, e o marido, foram um dos últimos a conseguir a senha para vacinar (Foto: Silas Lima)
Maria Eugenia, 68 anos, e o marido, foram um dos últimos a conseguir a senha para vacinar (Foto: Silas Lima)

Aos 64 anos, Mario Sartori aguardava a sua vez há mais de 1 hora. “Teve gente que desistiu. A fila estava imensa. Eu não me importo com a demora. O importante é ser atendido bem”, contou.  A imunização foi retomada na tarde de ontem (30) para a vacinação de idosos e profissionais de saúde em postos e farmácias conveniadas. Essa fase vai até o dia 15 de abril. A campanha começou na semana passada, na quarta-feira (24), mas em apenas dois dias as 44 mil doses recebidas acabaram.

Conforme a superintendente de Vigilância em Saúde da Sesau (Secretária Municipal de Saúde), Veruska Lahdo, parte da 2ª remessa que foi disponibilizada em 139 pontos também já acabou. "Está tendo muita procura. Mais doses ainda vão chegar na semana que vem. O ideal é esperar", disse.

A expectativa é que Campo Grande receba mais 11 lotes da vacina, para imunizar o restante da população de risco. A campanha vai até o dia 23 de maio, tendo como Dia D o sábado, dia 9, no mesmo mês. A próxima etapa começa em 16 de abril para vacinar doentes crônicos, professores e profissionais das forças de segurança e salvamento.

Na última fase, que começa no dia 9 de maio, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas com deficiência, povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade serão o público alvo.