ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, DOMINGO  20    CAMPO GRANDE 21º

Cidades

STJ mantém Adélio em presídio federal de Campo Grande

Adélio continuará preso na Capital por falta de vaga em hospital psiquiátrico de Minas Gerais

Por Kerolyn Araújo | 13/08/2020 06:45
Adélio foi preso por facada em Jair Bolsonaro durante campanha. (Foto: Divulgação)
Adélio foi preso por facada em Jair Bolsonaro durante campanha. (Foto: Divulgação)


Por decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Adélio Bispo, que esfaqueou o presidente Jair Bolsonaro em 2018 durante campanha eleitoral, continuará cumprindo pena no presídio federal de segurança máxima de Campo Grande.

Segundo a decisão, Adélio ficará no presídio devido à "alta periculosidade" e também por falta de hospital de custódia e tratamento psiquiátrico, medida de segurança a ele imposta tem sido cumprida em estabelecimento adequado.

Conforme o jornal Folha de S. Paulo, o recurso ao STJ havia sido feito pelo juiz da 3ª Vara Federal de Juiz de Fora (MG), Bruno Savino, que apontou ausência de vagas no hospital psiquiátrico de custódia Jorge Vaz, em Barbacena (MG), local indicado para receber Adélio.

Adélio veio para Campo Grande logo depois do atentado. Ele foi considerado inimputável, mas foi aplicada a medida de segurança, dado o entendimento de que não tem condições de viver em sociedade por ora.