A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

01/06/2015 08:43

Defesa contabiliza estragos causados por alagamentos e queda de árvores

Flávia Lima
Motociclista enfrenta enxurrada no bairro Silvia Regina. (Foto:Marcos Ermínio)Motociclista enfrenta enxurrada no bairro Silvia Regina. (Foto:Marcos Ermínio)

A chuva deste domingo causou alagamentos, queda de árvores e destelhamentos em vários bairros de Campo Grande. A região do Imbirussu, na saída para Aquidauana, foi uma das mais atingidas, já que o córrego transbordou. 

Equipes da Defesa Civil retornam na manhã desta segunda-feira (1) às regiões da Capital que registraram ocorrências devido a chuva constante que caiu em Campo Grande, provocando alagamentos, inundações e destelhamentos em vários bairros, segundo informações da coordenadoria do órgão, que está fazendo uma avaliação dos estragos para enviar relatório à prefeitura.

Segundo a coordenação, após a vistoria, equipes da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura) passarão pelos pontos atingidos realizando os reparos.

Entre as principais ocorrências registradas estão alagamentos na região do Imbirussu, onde o córrego Serradinho transbordou, inundando a avenida Capibaribe. Porém o transtorno foi apenas momentâneo.

Já no prolongamento da Avenida Ernesto Geisel, próximo ao bairro Otávio Pécora, houve deslizamento de pedras de uma obra de asfalto que acontece no local. Os detritos foram parar na via, oferecendo perigo aos motoristas. Uma equipe da Defesa Civil também está no local para verificar a situação da via.

Outra região atingida foi a do Coophatrabalho, na Rua Pindó, onde sete casas foram destelhadas. A Defesa Civil esteve no local e cobriu as residências com lonas e hoje fará uma nova visita aos moradores para verificar a necessidade de mais auxílio.

Os ventos também ocasionaram a queda de uma árvore Sibipiruna, de seis metros, próximo ao cruzamento entre as ruas São Paulo com Espírito Santo, no bairro Monte Castelo. A árvore caiu sobre o portão e uma lixeira de uma residência, não causando mais danos.

Em média, choveu na Capital 55 milímetros, incluindo a região das Moreninhas, próximo a universidade UCDB e bairro Cabreúva. Ocorre que nessas áreas o pluviômetro está em manutenção, por isso não há registro oficial do acumulado de chuva.

De acordo com a Defesa Civil, ontem mesmo equipes do Corpo de Bombeiros estiveram no local da queda das árvores para fazer a retirada.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions