A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

01/03/2011 14:53

Defesa quer júri separado para acusados de matar prostituta

Nadyenka Castro

Pedido ainda está em análise

A defesa de Fernando Pereira Verone, um dos três acusados de matar a prostituta Claudinéia Rodrigues, em maio de 2009, em Campo Grande, quer que o júri popular dos envolvidos no crime seja realizado separadamente.

O julgamento de Fernando, Hugo Pereira da Silva e Leonardo Leite Cardoso está marcado para ser realizado em sessão única, no próximo dia 25, mas pode haver alteração na data caso o pedido seja aceito pelo juiz Aluízio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, responsável pelo caso.

O defensor público Humberto Bernardino Sena, que faz a defesa de Fernando, alega que a defesa dos envolvidos é conflitante e por isso é necessário que os júris sejam feitos separadamente.

O corpo da prostituta foi encontrado pela manhã em um matagal nas proximidades do bairro Nova Campo Grande e Santa Emília, com diversos ferimentos.

Os autores, todos de classe média, foram presos em junho. Hugo e Fernando faziam faculdade na época, em instituição particular de ensino. Fernando, que era acadêmico de Direito, foi o último a ser preso.

Hugo ficou poucos meses preso, já Leonardo e Fernando só saíram da cadeia em setembro do ano passado, por decisão da Justiça. Os três confessam envolvimento no crime, mas nenhum assume a responsabilidade sobre as agressões.

Os três amigos estavam no carro do pai de Fernando na época, um Palio Wekend, e davam voltas na cidade quando decidiram abordar prostitutas.

Eles então conversaram com Claudinéia, que era conhecida como “Néia”, e com uma amiga dela. As duas aceitaram e então os cinco seguiram para o Motel Chega Mais.

Ao chegar em frente ao local, a amiga da vítima desconfiou da situação e pulou do carro em movimento. Já Claudinéia ficou e acabou sendo morta no matagal.

De acordo com a acusação, após o crime, Hugo foi o primeiro a ir embora. Já Leonardo e Fernando ainda voltaram ao local do homicídio e só então foram para casa.

Jovens acusam apenas um por morte de garota de programa
Dois jovens procuraram se isentar de responsabilidade e tentaram atribuir apenas a um, Leonardo Leite Cardoso, o assassinato da garota da programa Cl...
TJ solta 1 dos acusados de morte de garota de programa
O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul concedeu habeas corpus ao universitário Hugo Pereira da Silva, preso pelo assassinato da garota de progra...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...


Amigo Jonas bilder, você ainda não percebeu que no Brasil, somente fica na cadeia, pobre, puta e preto, se o camarada tiver um pouco de dinheiro, vem esses advogados de porta de cadeia tirá-los.Essa é nossa justiça amigo, Não fique indignado, quem sabe Deus um dia teremos uma justiça ao menos perto da dos EUA. Mesmo assim cadeia neles de novo.
 
Pedro Paulo Diniz em 01/03/2011 07:44:56
Cadeia para os assassinos. Conflitante é saber que assassinos cruéis possam estar em liberdade e comemorando junto com o advogado de defesa a sua não condenação. Covardes, frios, assassinos, não passam de ervas daninhas da sociedade. Não merecem liberdade. Devem ficar trancafiados na cadeia.
 
jonas bilder em 01/03/2011 03:54:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions