ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Delegado fecha ponto de drogas após anuncio de notebook roubado na OLX

Caroline Maldonado e Flávia Lima | 07/06/2015 08:51
Casa de madeira no Jardim Centro-Oeste, usada para venda de drogas tem até câmeras de segurança (Foto: Marcos Ermínio)
Casa de madeira no Jardim Centro-Oeste, usada para venda de drogas tem até câmeras de segurança (Foto: Marcos Ermínio)
Delegado Hoffman D'Ávila ligou para anunciante, foi até a casa indicada junto com o dono do computador furtado (Foto: Marcos Ermínio)
Delegado Hoffman D'Ávila ligou para anunciante, foi até a casa indicada junto com o dono do computador furtado (Foto: Marcos Ermínio)

Depois de ter um notebook furtado, o dono de uma loja de eletrônicos encontrou o produto à venda no OLX, um site de classificados gratuito e ajudou a polícia a descobrir um ponto de receptação e venda de drogas, nesta madrugada, em Campo Grande.

Ao perceber que o computador anunciado tinha as mesas características do seu, o empresário foi à delegacia, onde já havia registrado o boletim de ocorrência. O delegado de plantão da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, Hoffman D'Ávila, ligou para o anunciante, se disse interessado em comprar o equipamento e, em seguida, foi até o endereço fornecido, acompanhado da vítima do furto.

Chegando lá, numa casa de madeira no Jardim Centro-Oeste, o vendedor mostrou o notebook, confirmou que o preço era R$ 150, mas pediu um tempo para desbloqueá-lo. Daniel Porto Júnior, 28 anos, disse que tinha comprado o computador há alguns dias e por isso não tinha a senha. Então, o delegado pediu que o empresário tentasse desbloquear o aparelho.

A vítima digitou a senha e desbloqueou o computador. O delegado deu voz de prisão a Daniel e percebeu que a casa, que fica na Rua Brás Clementino Mendonça, tinha um sistema de segurança com câmeras que monitoravam a rua. Dentro da residência, foram encontrados 32 papelotes de cocaína, 29 deles escondidos embaixo de um travesseiro, além de uma quantia em dinheiro. Daniel foi preso e autuado por tráfico de drogas e receptação.

O notebook foi negociado pelo ladrão a troco de droga, segundo o delegado. “Era uma residência humilde, uma casa de madeira com aparato fortíssimo de segurança. Uma casa nessas condições não teria todo esse aparato. Isso é um recurso utilizado para poder dar tempo de esconder a droga”, disse Hoffman. Conforme o delegado, o empresário que teve o equipamento furtado tem câmeras de segurança na loja e suspeita de alguém da vizinhança.

Nos siga no Google Notícias