A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

21/07/2016 14:45

Delegado suspeita que revólver apreendido foi usado na morte de vendedor

Guilherme Henri
No dia 12 deste mês um adolescente de 17 anos usou uma arma para cometer uma série de roubos em Anhanduí que terminou com um morto (Foto: Reprodução) No dia 12 deste mês um adolescente de 17 anos usou uma arma para cometer uma série de roubos em Anhanduí que terminou com um morto (Foto: Reprodução)

A Polícia civil suspeita que um revólver calibre 38 apreendido na madrugada de hoje (21) seja a arma usada pelo adolescente de 17 anos na morte do vendedor Adonias dos Santos Faleiro, 26, no Distrito de Anhanduí.

A informação é do delegado que investiga o caso, Carlos Delano, que ao Campo Grande News explicou que a arma foi apreendida pela Polícia Militar com Jhon Welligton Maciel dos Santos, 22. “O suspeito disse que comprou o revólver por R$ 1,8 mil de Magno Medina Rosa, que é está foragido e é apontado como co autor na morte do vendedor”, detalha.

Segundo o delegado, a arma passará por perícia e o laudo irá apontar se de fato o revólver foi usado na morte de Adonias. “Jhon foi reconhecido como sendo autor de roubo de um mercado em Anhanduí, no dia 23 do mês passado. O que chama a atenção é que neste assalto o comparsa de Jhon era o adolescente de 17 anos”, revela o delegado, ao detalhar a ligação que existe entre os três suspeitos.

Delano ainda aproveita para destacar que o comparsa do adolescente, Magno continua foragido, porém a polícia continua nas ruas a sua procura.

Apreensão - Jhon Welligton Maciel dos Santos foi preso após equipes da PM receberem a informação de que estava de posse de uma arma de fogo. Ele foi preso em uma residência na rua Cataratas, no bairro Uirapuru, onde o revólver foi encontrado.

Na mesma ação a polícia ainda apreendeu um outro revólver, mas de calibre 32 e uma motocicleta com suspeita de ser roubada. Lucas Medina Barbosa se identificou como proprietário e também foi preso.

Os dois foram levados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga onde a ocorrência foi registrada.

Anhanduí - O vendedor estava na companhia de sua esposa e dois filhos, no dia 12 deste mês em uma das barracas que trabalhava, na BR-163 quando foi abordado por um adolescente armado.

Ele não reagiu ao assalto e entregou R$ 200 e seu celular, porém como estava com uma armada apontada na direção de sua cabeça acabou erguendo uma das mãos em sinal de proteção.

Por conta da ação, Adonias foi baleado na mão e tentou fugir, mas o bandido disparou novamente. O tiro o atingiu na nuca e morreu antes que fosse socorrido.

A dupla fugiu, mas horas depois policiais do Batalhão de Choque localizaram e apreenderam o adolescente, além de um outro homem que é suspeito de dar fuga ao menino.

O caso é investigado como latrocínio pela Derf (Delegacia Especializada em Roubos e Furtos).

 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions