A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

05/06/2012 11:58

Bandidos envolvidos em cinco roubos em Campo Grande foram apresentados na Derf

Luciana Brazil
Weslley, Lucas e Naldir serão transferidos para o presídio. (Fotos:Minamar Júnior)Weslley, Lucas e Naldir serão transferidos para o presídio. (Fotos:Minamar Júnior)

Três jovens envolvidos em cinco assaltos em Campo Grande, presos na semana passada, foram apresentados na manhã de hoje, na Derf (Delegacia Especializada de Roubo e Furtos).

Weslley Castro Cardoso, 18 anos, vulgo Pará, Lucas Cezar Teixeira, 21 anos, vulgo Macaco, e Naldir Manoel Dolores, 18 anos, conhecido como Bochecha, confessaram três roubos à residências, além do roubo de uma lotérica e uma panificadora, todos ocorridos no mês passado.

Os policiais chegaram até os suspeitos depois de analisarem imagens do circuito interno de segurança do estacionamento de um supermercado, onde os bandidos fizeram uma parada antes de roubarem uma residência. “Nós também analisamos as imagens da câmera de segurança da lotérica”, confirmou o delegado Fábio Peró, responsável pelas investigações.

Os três serão indiciados por roubo qualificado com emprego de arma e concurso de pessoas."Eles confessaram os roubos e podem estar envolvidos em outros crimes. Agora nós chamaremos as vítimas para reconhec-los", explicou Peró.

Weslley e Lucas foram os primeiros a serem presos e por último Naldir. Um quarto suspeito, Anderson Cabral da Silva, 26 anos, continua foragido. Todos os envolvidos já possuem passagem pela polícia.

Histórico dos roubos: O primeiro crime aconteceu no dia 4 de maio, em uma panificadora na Vila Taveirópolis, onde o trio levou cerca de R$300 e documentos pessoais dos clientes. No mesmo dia, os três foram até uma lotérica, no bairro Estrela Dalva, próxima a feira Nova Bahia.

“Como o vidro era blindado eles não conseguiram roubar a lotérica e acabaram levando o dinheiro e os documentos de quem estava na fila”, disse Peró.

No terceiro roubo, que aconteceu no dia 11 de maio, os três entraram em uma residência na Vila Taguarussu. De lá, os bandidos levaram, aproximadamente, R$ 1,3 mil, além de outros pertences. Os suspeitos também roubaram cerca de R$20 mil em joias, segundo as vítimas. “Eles venderam as joias no mercado negro por R$1,8 mil".

No dia 22 de maio, na Vila Bandeirantes, o roubo aconteceu na casa da sogra de uma delegada da 7°DP (Delegacia de Polícia). Os bandidos renderam o piscineiro da casa que chegava para fazer a limpeza. Eles levaram R$100, além de aparelhos celulares e uma corrente de ouro. Anderson, que está foragido, participou apenas do assalto à casa da delegada.

Carro usado no roubo à casa da delegada já está detido na Derf.Carro usado no roubo à casa da delegada já está detido na Derf.
Anderson continua foragido. Ele participou do roubo à casa da sogra da delegada.Anderson continua foragido. Ele participou do roubo à casa da sogra da delegada.

Enquanto os três entraram na residência, Anderson ficou do lado de fora dentro do carro, um Fiat/Uno. Além disso, ele também fornecia as armas. O carro de Anderson está no nome de uma ex-noiva, que segundo o delegado, é uma pessoa idônea e que já tenta, ha algum tempo, tirar o veículo do seu nome.

"Nós intimamos e ela chegou a vir um dia antes do que deveria. Ela não tem nada a ver com o crime".

Eles iriam se passar por funcionários de uma empresa telefônica no momento da abordagem, mas como o piscineiro da residência chegava no mesmo momento, eles renderem o funcionário, como contou o delegado.

Na terceira residência, no Residencial Ana Maria do Couto, os bandidos descobriram o nome de um homem que mora no local e se fazendo passar por amigo do rapaz eles conseguiram enganar a prima do jovem, que acabou abrindo a porta para os três.

Eles levaram um televisor de 42”, dois notebooks, três celulares, uma arma que possui registro, além de jóias, além de R$1 mil e o carro da vítima. O carro, um veículo Gol, foi abandonado no bairro Oliveira I e foi recuperado pela polícia, assim como a arma.

Passagens pela polícia: Lucas, que tentava intimidar as vítimas armando a pistola no momento do roubo, possui passagem por tráfico de drogas, no estado do Pará, quando menor. “Segundo algumas investigações, Lucas, vulgo Pará, fugiu para Campo Grande porque estava jurado de morte lá”, afirmou o delegado.

Weslley já tem passagem por lesão corporal, dasacato, furto e homicídio na forma tentada. Naldir, que já havia sido apresentado no último dia 30, já tem passagem, quando menor, por desobediência, roubo qualificado, tráfico de drogas e motim de presos, além de dois tráficos de droga, depois de maior.

Anderson, que está foragido, tem passagem por ameaça.



Entreguem eles para a ROTA de São Paulo.
 
Jota Junior em 05/06/2012 02:34:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions