A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

06/12/2015 18:01

Descontrolado, jovem matou vizinho e agrediu outro ao fugir da polícia

Caroline Maldonado
Moradores tentaram evitar espancamento, mas resolveram chamar a polícia, porque agressor estava descontrolado (Foto: Gerson Walber)Moradores tentaram evitar espancamento, mas resolveram chamar a polícia, porque agressor estava descontrolado (Foto: Gerson Walber)

Dois moradores do Residencial Augusto Coelho, na Vila Albuquerque, relataram à polícia que tentaram evitar o espancamento que levou à morte do advogado Gilmar de Assis, 68 anos, na manhã de hoje (6). Fernando Nogueira Thomé, 26 anos, foi preso apontado como autor das agressões na cabeça da vítima. Gilmar estava em frente a porta de sua casa, que foi arrombada.

Conforme o boletim de ocorrência, por volta das 8h, vizinhos da vítima e do agressor ouviram gritos e viram Fernando dando chutes na cabeça de Gilmar, já caído. Eles tentaram impedir, mas ficaram com medo do rapaz que estava descontrolado e resolveram voltar para suas casas e chamar a polícia.

Policiais militares chegaram em seguida e encontraram o suspeito brigando com outro jovem de 26 anos. Fernando saiu correndo quando percebeu a chegada da polícia, invadiu o apartamento de n°02 e começou a agredir outro morador.

Enquanto o suspeito era conduzido à viatura, o outro jovem avançou nos policiais e foi contido, mas Fernando fugiu novamente, desta vez para sua casa, a de n°20. Nesse momento, os vizinhos informaram onde estava o senhor espancado. O Corpo de Bombeiros esteve no local, mas o homem já estava morto, com ferimentos graves na cabeça.

Depois de chamar o socorro, os policiais encontraram Fernando no banheiro de casa. Mais uma vez, ele tentou agredir os militares com chutes e foi algemado. A perícia da Polícia Civil chegou, em seguida, e constatou que Fernando se lavou em um tanque da área externa, que é comunitário. Ali, estavam um par de meias com resquícios de sangue, um chinelo e uma camiseta vermelha, que conforme as testemunhas era usada por Fernando. Foram apreendidas ainda, uma toalha e uma bermuda do agressor.

Gilmar era advogado, estudava pós-graduação e morava sozinho. Segundo moradores, Fernando, que negou as agressões, trabalhava em um açougue na região e o jovem que tentou ajudá-lo a fugir da polícia é estudante. Ele também foi detido e ouvido pela polícia, mas não teve o nome divulgado. Ainda conforme as testemunhas, os jovens se reuniam frequentemente para beber ou tomar tereré a noite ou durante a madrugada, ouvindo som em alto volume, mas nunca houve brigas.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions