ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 11º

Capital

Desde sexta-feira, 6 pacientes com covid morreram em postos de saúde na Capital

Além dos casos confirmados, mais 4 estão em investigação de pacientes internados em postos da cidade

Por Silvia Frias | 29/03/2021 10:07
Pacientes entram em estado grave para regulação em hospitais (Foto/Arquivo: Marcos Maluf)
Pacientes entram em estado grave para regulação em hospitais (Foto/Arquivo: Marcos Maluf)

No fim de semana, 2 pessoas infectadas pela covid-19 morreram em unidades de saúde em Campo Grande e outros 3 óbitos estão sendo investigados com a doença como provável causa. Contando os registros confirmados, são 6 mortes em postos desde sexta-feira e pacientes com covid.

De sexta-feira até a madrugada de hoje, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) contabilizou 4 casos em investigação, sendo que 1 foi de sexta para sábado, 2 deles aconteceram de sábado para domingo e um registrado até hoje.

Os pacientes chegam em estado grave e nem sempre há tempo hábil para pedir regulação deles para internação em hospitais de Campo Grande. Mesmo na classificação zero, de máxima urgência, isso também não é garantia: as unidades hospitalares da cidade enfrentam taxa de ocupação acima dos 100%.

No último boletim da SES (Secretaria Estadual de Saúde), divulgado ontem, consta que a taxa está em 104% em leitos públicos de UTI adulto e 85% em leitos clínicos. Somente no Hospital Regional, unidade de referência contra covid em Campo Grande, o percentual é de 110%, com ocupação dos 120 leitos disponíveis para pacientes críticos e outros 12 nas áreas vermelhas.

A prefeitura estuda plano de transformar as UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) Vila Almeida e Universitário em pequenos hospitais, podendo dar suporte a pacientes graves, intubados, a prazo maior, mesmo provisoriamente. A nova habilitação retiraria a obrigação de transferência em 24h, dando suporte aos hospitais.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário