A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

21/03/2016 09:14

Dono de salão acredita em incêndio criminoso e vai procurar a polícia

Viviane Oliveira e Natalia Yahn
Incêndio ocorreu no sábado e destruiu duas salas comerciais, uma delas o salão. (Foto: Fernando Antunes) Incêndio ocorreu no sábado e destruiu duas salas comerciais, uma delas o salão. (Foto: Fernando Antunes)

O empresário Sidney Demazi, proprietário do salão de beleza que foi consumido pelo fogo no último sábado (19), vai procurar a polícia para registrar boletim de ocorrência. Ele acredita que o incêndio foi criminoso, pois a porta da loja onde o incêndio começou estava arrombada.

“Eu vou hoje à delegacia para tentar ver as imagens da câmera de monitoramento capitadas pela Guarda Municipal. Eu acho que o incêndio foi criminoso”, lamenta o empresário, que desde sábado está sem trabalhar, porque perdeu tudo. Sem ter o que fazer, os quatro funcionários do estabelecimento foram dispensados por Sidney.

Além do salão, as chamas atingiram uma loja de roupa na Rua Rui Barbosa, entre a XV de Novembro e Avenida Afonso Pena, em Campo Grande. O fogo começou por volta das 3 e destruiu as duas salas comerciais. Um guarda particular foi quem percebeu a fumaça e acionou o Corpo de Bombeiros.

Em uma semana, este é o segundo caso de incêndio na mesma rua. No inicio da semana passada, parte da malharia Costa Rica foi destruída pelo fogo que começou no fim da tarde de segunda-feira (14). O coronel Hudson Faria do Corpo de Bombeiros informou que os incêndios não tem relação e apenas a perícia da Polícia Civil vai poder apontar a causa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions