ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Dono do bar "Paraíba 73" morre em acidente com moto em rodovia

Ítalo estava retornado de Sidrolândia para a Capital em uma moto que bateu de frente com um veículo

Adriano Fernandes | 04/03/2021 21:12
Ítalo Monteiro de Oliveira era um dos donos do Paraíba 73. (Foto: Reprodução/Instagram)
Ítalo Monteiro de Oliveira era um dos donos do Paraíba 73. (Foto: Reprodução/Instagram)

O empresário Ítalo Monteiro de Oliveira, 33 anos, sócio-proprietário do bar Paraíba 73, morreu no acidente ocorrido na noite desta quinta-feira (4), na BR-060.

Ítalo estava retornando de Sidrolândia para a Capital em moto que bateu de frente com um Ford Ka, de cor branca, próximo da Fazenda Piana. O empresário morreu na hora.

"Era uma pessoa maravilhosa, trabalhador, honesto, tinha muitos amigos", resume o também empresário Felipe Diniz, amigo próximo e sócio de Ítalo.

Ítalo também era funcionário da Caixa Econômica Federal, em Sidrolândia e fazia o trajeto frequentemente por conta dos negócios na Capital.

"Point" na Rua Paraíba o bar de mesmo nome, ganhou popularidade por conta da programação musical, que varia do forró ao reggae, drinks e cerveja gelada.

O corpo do empresário será trazido para Campo Grande. A perícia da Polícia Civil ainda está no local.

O acidente - A batida ocorreu por volta das 18h30, durante uma ultrapassagem do veículo. No carro estavam uma mulher e suas duas filhas, de 12 e 8 anos, que tiveram ferimentos leves e foram trazidas para Campo Grande.

Parte frontal do veículo ficou completamente destruída. (Foto: Direto das Ruas)
Parte frontal do veículo ficou completamente destruída. (Foto: Direto das Ruas)

De acordo com uma testemunha, que não quis se identificar, Ítalo foi lançado a cerca de 200 metros do veículo.

Ele pilotava uma motocicleta modelo Suzuki GSX-R de alta cilindrada, que ficou completamente destruída. A parte frontal e superior do veículo também foi bastante danificada e também houve um princípio de incêndio.

"Quando eu avistei o acidente desci correndo, peguei o extintor e corri para o carro pois tinha muito fumaça, mais graças a Deus consegui cortar os cabos da bateria e apagar o princípio de incêndio", comenta.

Militares dos batalhões do Corpo de Bombeiros da Costa e Silva e Tijuca atenderam a ocorrência, bem como o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e PRF (Polícia Rodoviária Federal).



Nos siga no Google Notícias