ACOMPANHE-NOS    
MAIO, TERÇA  26    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Em meio a apelo por higiene, Sesau contrata serviço de limpeza por R$ 17 milhões

Empresa deve fazer uso diário de álcool 70% e reposição semanal de estoques do produto

Por Jones Mário | 03/04/2020 13:05
UBSs estão entre os locais contemplados pelo serviço de limpeza contratado (Foto: Henrique Kawaminami)
UBSs estão entre os locais contemplados pelo serviço de limpeza contratado (Foto: Henrique Kawaminami)

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) vai pagar R$ 17,2 milhões à Produserv Serviços, contratada para limpeza, conservação e higienização de unidades de saúde, centros de referência e áreas administrativas da pasta. O valor é referente a um ano de trabalho da empresa, que venceu licitação no ano passado.

Os serviços contratados incluem lavagem interna e externa de viaturas de transporte de pacientes, controle de vetores e pragas urbanas, desinsetização, desratização, descupinização e higienização de caixa d’água.

Entre os locais contemplados pelo contrato estão unidades Básicas de Saúde (UBSs); Básicas de Saúde da Família (UBSFs); e de Pronto Atendimento (UPAs); CRSs (Centros Regionais de Saúde); além do CEM (Centro de Especialidades Médicas); do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses); e dos CAPS (Centros de Atendimento Psicossocial).

Ainda entram na lista a limpeza da própria sede da Sesau; do CMS (Conselho Municipal de Saúde); do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência); do Cerest (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador); e até da Dicom (Diretoria de Compras e Licitação).

Em tempos de apelo pela higiene, imprescindível no combate à pandemia do novo coronavírus, a licitação vencida pela Produserv prevê uso diário de álcool 70% “nos tampos das mesas e assentos dos refeitórios antes e após as refeições”, bem como reposição semanal dos estoques do produto, tanto em sua fórmula líquida como em gel.

O extrato do contrato foi publicado na edição desta sexta-feira (3) do Diogrande (Diário Oficial do município).

Até o ano passado, a responsável pelo serviço de limpeza nas unidades de saúde da Capital era a Mega Serv, que, segundo dados do portal da Transparência, recebeu R$ 55,4 milhões da prefeitura em cinco anos.