A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

15/04/2015 11:10

Em sessão comunitária, moradores reivindicam escola e vagas em Ceinf

Flávia Lima e Kleber Clajus
Vereadores ouvem reivindicações de moradores do Ciobá I. (Foto:Kleber Clajus)Vereadores ouvem reivindicações de moradores do Ciobá I. (Foto:Kleber Clajus)

Durante sessão comunitária realizada na manhã desta quarta-feira (15) no bairro Jardim Caiobá I, os moradores da região, que conta com 28 mil habitantes, pediram aos vereadores a construção de mais uma escola, além da ampliação de vagas no Ceinf (Centro de Educação Infantil). A preocupação é devido a inauguração de mais dois residenciais no bairro, o Celina Jallad e o João Amorim, que irão levar mais crianças para o local.

O bairro conta com apenas uma escola que oferece ensino apenas até o 8º ano e não dispõe de mais vagas. No último ano o número de alunos saltou de 1605 para 2150. Um anexo foi contruído, mas não está suportando a demanda. Segundo o diretor-executivo do Instituto de Desenvolvimento Evangélico, local onde ocorre a sessão, Enéas de Andrade Barbosa, várias turmas do 9º ano foram perdidas e que além do problema das vagas, os projetos para construção de áreas de lazer no bairro nunca saíram do papel.

"Se não houver ações propondo soluções, os moradores farão caminhada para conseguir as melhorais através do grito”, ressaltou. 

O vice-presidente da Associação dos Moradores do bairro, José dos Santos, cobrou mais planejamento da prefeitura no sentido de atender a demanda de moradores que deverão se instalar em breve no bairro após o término da construção dos novos residenciais, construídos através do PAC. "Estão destruindo a quadra de esportes para construir salas de aula e o anexo que existe é precário. Peço para vocês vereadores intervirem para levar as crianças para outras escolas. Isso é reflexo da falta de vergonha e respeito com os habitantes da região", alertou.

O vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB) ressaltou que a cobrança será feita, porém cabe ao Poder Executivo realizar um planejamento para a construção de uma nova escola. A dona-de-casa Juliene Duarte, 24, que acompanhou a sessão, disse que pode perder uma vaga de emprego porque não consegue colocar a filha de três anos no Ceinf.

Para o filho de sete anos estudar, ela precisou entrar na Justiça para conseguir uma vaga na escola do bairro. "Estou dependendo da vaga do Ceinf para concluir meus estudos e trabalhar. Minha filha também gosta de estudar e ficar fora da escola está prejudicando seu desenvolvimento", destaca.

Na sessão os moradores também disseram que irão procurar o governo do Estado para construir uma escola destinada ao Ensino Médio. 

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions