A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

28/01/2015 21:32

Empresário é rendido, agredido e ameaçado de morte por dupla de assaltantes

Daniel Machado

O empresário Paulo Ricardo Sbardelote, de 55 anos, proprietário da fábrica de refrigerante Frutilla, de Campo Grande, passou por momentos de terror no final da tarde desta quarta-feira (28).

Por volta das 17 horas, dois bandidos pularam o muro lateral de sua residência, na rua São Paulo, e o renderam por cerca de 30 minutos.

Segundo o empresário, que se encontrava sozinho em casa no momento, os dois criminosos estavam muito agressivos, pareciam alcoolizados e ameaçavam matá-lo frequentemente, caso não passasse a senha correta para a abertura do cofre. Angustiado e nervoso, Paulo esquecia a combinação do cofre e acabava sendo ainda mais agredido pelos bandidos.

“Eles batiam nele e diziam que ele era um homem morto se não informasse a senha, mas acabaram apenas o trancando no quarto e indo embora com o cofre fechado mesmo”, disse aliviada ao Campo Grande News a esposa do empresário, Erika A. Sbardelote, de 38 anos, que reconheceu a perspicácia do marido em pensar na família em meio a um momento de pânico e evitar algo ainda pior. “Assim que percebeu a invasão, ele ligou no meu celular e advertiu para que eu não fosse para casa com as crianças (três filhas de 4, 10 e 14 anos). Nem quero pensar no que teria acontecido se elas estivessem lá”, lembrou ela.

Os bandidos foram flagrados pelos vizinhos pulando o mesmo muro lateral da residência por onde entraram e fugindo antes da chegada da polícia. No entanto, um dos moradores da região que estava na rua percebeu que se tratava de assalto e anotou a placa do veículo GM Corsa no qual escaparam.

Erika estranha a coincidência de que no último sábado, há apenas quatro dias antes do assalto, uma descarga elétrica resultante das fortes chuvas que caíram na cidade, tenha queimado toda a parte elétrica externa da casa, como o portão automático, a cerca elétrica, as câmeras de segurança e o porteiro eletrônico.

“Parece que eles sabiam disso, pois pularam o muro sem medo de serem pegos e entraram na casa interessados única e tão somente no dinheiro e nas jóias do cofre”, destacou.

Os meliantes, no entanto, foram filmados pelas câmeras de segurança dos vizinhos, cujas imagens já estão sendo analisadas pela polícia.

Ao conversar com a reportagem do Campo Grande News, a empresária se mostrou perplexa com a violência na cidade.

“Não há mais lugar seguro para se viver. Isso porque eu moro a três quadras do Cepol (Centro de Operações da Polícia Civil). Há menos de dois meses, fui rendida por um homem na rua com uma faca, que queria roubar meu carro. A sorte é que diante da movimentação de carros e pedestres, ele desistiu e fugiu, mas não sei mais onde essa violência vai parar. Os criminosos estão cada vez mais violentos e sem escrúpulos”, lamentou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions