A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

19/05/2016 09:33

Enteado acredita que homem foi morto a golpes de faca após briga em bar

Viviane Oliveira e Guilherme Henri
Wislley foi encontrado ainda com vida na Rua Amapá Doce esquina com a Rua Cinta. (Foto: Marcos Ermínio) Wislley foi encontrado ainda com vida na Rua Amapá Doce esquina com a Rua Cinta. (Foto: Marcos Ermínio)

O enteado de Wislley Marquezolo, 28 anos, assassinado com pelo menos oito facadas, por volta das 22h30 desta quarta-feira (18), acredita que o crime tenha ocorrido após briga de bar. A vítima foi encontrada ferida na Rua Amapá Doce esquina com a Rua Cinta, na Vila Moreninha III, em Campo Grande.

O pedreiro Robson de Lima Malheiro, 25 anos, contou que o padrasto foi morto em frente a casa dele. “Eu não ouvi nada e fiquei chocado com o que aconteceu com Wislley”, diz.

Ele acrescenta que homem trabalhava em uma empresa de engenharia, era boa pessoa e não tinha inimigos, mas gostava de consumir bebida alcoólica nos bares da região. Robson acredita que ontem a vítima se envolveu em uma briga de bar. “Acho que ele foi rendido e morto por mais de uma pessoa”, lamenta.

Uma moradora do bairro, que pediu para não ser identificada, ficou surpresa com o crime e lamentou a situação. “Aqui já foi um bairro violento, mas hoje é tranquilo”, diz.

O caso - Conforme boletim de ocorrência, o irmão da vítima contou que Wislley trabalhava, mas tinha o hábito de consumir bebida alcoólica nos bares da região. Ontem à noite, uma testemunha seguia para casa, quando avistou o rapaz caído. 

Ele se aproximou e viu que o homem estava ferido. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado, mas o jovem morreu no local. Testemunhas relataram à polícia, apenas que ouviram o barulho de uma caminhonete, mas ninguém foi visto ou identificado. O crime será investigado pela 4ª Delegacia de Polícia Civil. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions