ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Escada em camionete enrosca e derruba fiação em rua do bairro União

Por Nyelder Rodrigues e Helton Verão | 05/03/2013 19:55
Fios ficaram próximos do chão após camionete passar e escada ficar enroscada na fiação (Foto: Simão Nogueira)
Fios ficaram próximos do chão após camionete passar e escada ficar enroscada na fiação (Foto: Simão Nogueira)
Poste do padrão ficou pendurado. Proprietário da casa terá que ficar sem luz até que novo padrão seja colocado
Poste do padrão ficou pendurado. Proprietário da casa terá que ficar sem luz até que novo padrão seja colocado

A fiação elétrica da rua José Garcia Lopes Filho, bairro União, foi arrancada no começo da tarde de hoje (5) por uma escada que era carregada na carroceria de uma camionete Ranger.

Vários fios ficaram no chão, e dois postes de padrão foram danificados. O de um lava-jato ficou torto, enquanto o de uma casa ficou praticamente pendurado. O poste estava chumbado antes do acidente.

Conforme moradores, a camionete era branca e a escada abriu sozinha, sem que os ocupantes do veículo tenham percebido. Os homens desceram, tocaram a campainha da casa em que o padrão quase foi derrubado, mas como ninguém atendeu, eles foram embora.

Uma das pessoas que testemunhou o incidente foi a comerciante Edi Rezende, de 51 anos, que trabalha em frente ao local. “Admirei eles verem tantas testemunhas vendo como aconteceu, e eles recolherem a escada e irem embora”, contou.

O mecânico de motocicletas Laudemir Lourenço, de 49 anos, que também trabalha na rua, afirma ter visto tudo, e que anotou a placa e o nome da empresa, que seria a Secol Engenharia. O nome estava nos coletes dos ocupantes da camionete, que não tinha identificação.

O dono da casa em que o poste do padrão ficou pendurado, que se identificou apenas como André Luis, de 24 anos, só chegou a casa depois do incidente. Ele acionou a Enersul, que logo foi ao local para remover os fios. André calcula que os gastos para arrumar o padrão ficarão entre R$ 600 e R$ 1,5 mil.

Além disso, André terá que ficar sem energia elétrica em casa até que um novo poste do padrão seja instalado. Ele tentou conversar a empresa, mas não conseguiu. A reportagem do Campo Grande News procurou a Tecol, mas também não conseguiu o contato.

(atualizada às 21h07 para correção de informações)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário