A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

24/02/2011 14:36

Esteticista presa por duplo homicídio tenta liberdade

Nadyenka Castro

Decisão deve sair na próxima semana

Lorraine é acusada de facilitar ação dos executores. Ela tenta liberdade. (Foto: João Garrigó)Lorraine é acusada de facilitar ação dos executores. Ela tenta liberdade. (Foto: João Garrigó)

Acusada de envolvimento nas mortes de Cláudia Araújo Mugnaine, 34 anos, e Regina Bueno França, 40 anos, ocorridas em dezembro do ano passado, a esteticista Lorraine Rory Silva impetrou pedido de liberdade provisória na Justiça.

O pedido foi feito ao juiz Aluízio Pereira dos Santos, responsável pela 2ª Vara do Tribunal do Júri, onde tramita a ação penal contra ela e mais três acusados do duplo homicídio. De acordo com o magistrado, a decisão deve sair até o início da próxima semana.

Conforme investigações da Polícia Civil, Lorraine era amiga das vítimas e teria facilitado a ação dos executores do crime: Weber de Sousa Barreto, o “Ebinho”, 23 anos, e Cristian Rantagne Cassedo, que agiram a mando de Éder Rantagne Cassedo.

O motivo para a esteticista ajudar no crime, de acordo com a Polícia Civil, é que ela era namorada de Éder e teria descoberto que Regina o delatou à Polícia quando estava foragido do regime semiaberto.

Segundo a Polícia Civil, Éder deu a ordem para o duplo homicídio ao irmão, Cristian, por telefone celular, de dentro do Estabelecimento Penal de Segurança Máxima de Campo Grande.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions