A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

05/05/2011 08:16

Julgado hoje ex-major da PM apontado como chefe de quadrilha de jogatina

Nadyenka Castro

Ele foi expulso da corporação

(Foto: João Garrigó)(Foto: João Garrigó)
Material encontrado pela Polícia em um dos cassinos da quadrilha liderada por Carvalho. (Foto: Arquivo)Material encontrado pela Polícia em um dos cassinos da quadrilha liderada por Carvalho. (Foto: Arquivo)

Será julgado nesta quinta-feira na Auditoria Militar, Fórum de Campo Grande, o ex-major da Polícia Militar, Sérgio Roberto de Carvalho. Ele está preso e irá comparecer à sessão.

Ele, que é acusado de envolvimento em vários crimes, desta vez será julgado por falsificação do selo ou sinal público constatado pelas investigações que resultaram na operação Las Vegas, deflagrada pela Polícia Federal em maio de 2009.

O processo tramita na Auditoria Militar pois na época em que o crime teria sido cometido ele ainda era da corporação. O julgamento de Carvalho só não aconteceu antes porque ele arrolou testemunhas para serem ouvidas na Bolívia e na Colômbia.

Outros três militares presos na mesma operação já foram condenados, entre eles o capitão Paulo Roberto Teixeira Xavier. Ele “pegou” sete anos de prisão em regime fechado por falsidade ideológica, por manter um estabelecimento comercial (o que é proibido para oficial) e corrupção passiva. No entanto, já está em regime semiaberto.

Conforme a denúncia do Ministério Público, o capitão Paulo Xavier era responsável pela logística e segurança da organização que explorava máquinas caça-níqueis em Campo Grande e que era lidera por Carvalho.

A operação Las Vegas que desmantelou a quadrilha apreendeu 18 veículos, um avião, 97 máquinas de caça níqueis, R$ 77 mil, US$ 1,7 mil, computadores e notebooks. A investigação teve início após denúncia anônima.

Salário O ex-major Carvalho já foi condenado por tráfico de drogas, é acusado de envolvimento na jogatina e na tentativa de fraude a um espólio milionário.

Agora ele trava uma briga judicial para reaver a aposentadoria que recebia desde 1996. O benefício foi suspenso em junho de 2010 pela Ageprev (Agência de Previdência Social), como consequência da decisão judicial que, a pedido do Ministério Público Estadual, determinou a perda de posto.



Isso so acontece com pracas, quanto a oficiais, um e cumplice dos outros, se fosse um soldado ou cabo ou mesmo um sargento ja tinha sido excluido e tava preso na ala dos excluidos no penal, e nao no presidio militar, essa e a nossa justica a dos homens que usam fardas e estrelas nos ombros, justica so a divina mesmo, essa sim tarda mas nao falha!!!
 
Mauro Maciel em 06/05/2011 12:09:03
NÃO TEM SOLUÇÃO PARA O MAJOR CARVALHO NA JUSTIÇA DA TERRA, SÓ NA DE DEUS, SR. CARVALHO, FILHO DE DEUS, LEIA A LEI DE DEUS, COMO O SENHOR LEU A LEI QUE REGIA V.SA., COMO FUNCIONÁRIO PÚBLICO MILITAR, MAS LEIA E A CUMPRA A RISCA, QUE É A VOSSA SOLUÇÃO, LUTE CONTRA AS MÁS IDEIAS ESPIRITUAIS, QUE ASSOLA NOITE E DIA, OS HOMENS DE DEUS, ENTREGUE OS VOSSOS PROBLEMAS PARA DEUS, QUE SERÁ A SOLUÇÃO, LEMBRE-SE, QUE DEUS ESTA LHE ESPERANDO, PEÇA PARA ELE, ENTREGUE SUA VIDA NAS MÃO DELE, ADQUIRA UMA BÍBLIA, LEIA E PRATIQUE, QUE NUMA FRAÇÃO DE TEMPO, JESUS, ENCAMINHARÁ V.SA., PARA O MELHOR, V.SA., E A VOSSA FAMÍLIA ESTA LUTANDO CONTRA OS ESPÍRITOS MAUS, E TENTA ENVERGONHAR DEUS AQUI NA TERRA, LEIA A PALAVRA DE DEUS, BIBLIA, ONDE V.SA., ENCONTRARÁ O ARTIGO ONDE ESTÁ ENQUADRADO, PROCURE NELA A SOLUÇÃO, LEMBRE-SE MAJOR, A HIERARQUIA, QUE V. SA., DESOBEDECEU NA VIDA MILITAR, POR ISSO ESTA SOFRENDO, AGORA OBEDEÇA A DE DEUS, PORQUE ELE ESTA ESPERANDO V.SA., PEDIR, PEDIR, PEDIR....., SEJA UM EXCELENTE FILHO DAQUI PARA FRENTE, ELE VERÁ O VOSSO CORAÇÃO, E TUDO QUE ERA BOM DA SUA VIDA, ELE FARÁ, ELE ENCAMINHARÁ, DEUS ESPERA SUA HUMILDADE, PARA DAR A V.SA., INTELEIGÊNCIA E SABEDORIA, PROCURA URGENTEMENTE O ALTAR DE DEUS, PARA DERROTAR ESSE MAL, QUE ASSOLA V.SA, SUA SOLUÇÃO ESTA NAS VOSSAS MÃOS.
 
PEDRO BRAGA em 05/05/2011 08:45:23
Agora eu pergunto! O Capitão Paulo Xavier, foi excluído? Por que no regulamento da PM MS, quando um integrante é preso e condenado por mais de dois ele é considerado indigno de permanecer na PM, bom isto quando é Praça, ou seja, de Sub tenente a Soldado. No caso de Oficiais de Coronel a Tenente, é meio diferente, por que mesmo o Major Carvalho sendo Preso e condenado só foi excluído por conta do clamor público que levantou, e não pelos crimes, o Major foi condenado faz um tempo, e só em 2010 que foi expulso, e neste mesmo tempo foi excluído pelo a menos uns 25 PMs ( soldados, cabos e sargentos), Um exemplo Clássico é do Coronel Garcia! Ele foi expulso? Então por que ainda é Coronel? Com a Palavra a justiça Militar!
 
RUBENS DA SILVA SOARES em 05/05/2011 08:33:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions