A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

04/08/2015 07:40

Ex-modelo morta em incêndio estava em tratamento contra depressão

Filipe Prado e Luana Rodrigues
A casa foi destruída com as chamas (Foto: Marcos Ermínio)A casa foi destruída com as chamas (Foto: Marcos Ermínio)

A ex-modelo e empresária Rosângela Caetano Silva, 48 anos, que morreu durante um incêndio na noite de ontem (3), passava por um tratamento contra a depressão. A vítima, conforme o irmão, o tanatopraxista Eryn Matsom Caetano da Silva, 30, morou fora do país por anos, sendo bem sucedida profissionalmente.

Eryn revelou que a irmã trabalhou por anos como modelo, posou até para a revista Playboy americana e foi proprietária de empresas e imóveis no Brasil. Mas os problemas começaram há oito anos, quando ela começou a ter problemas de saúde.

“Ela começou a tratar a tireóide”, comentou Eryn. Irmão lembrou que há cinco anos a ex-modelo foi diagnosticada com anemia, ainda feridas apareceram em seu corpo, porém os médicos não souberam relatar a causa dos machucados.

Mas a situação piorou quando o marido da Rosângela morreu em 2013. “A partir disso, percebemos um comportamento estranho, então descobrimos a depressão”, lembrou Eryn. Os médicos acabaram descobrindo que as feridas que apareciam pelo corpo da ex-modelo, seriam causadas por ela mesma.

Eryn relatou que a irmã passava por um tratamento contra a depressão (Foto: Marcos Ermínio)Eryn relatou que a irmã passava por um tratamento contra a depressão (Foto: Marcos Ermínio)

O irmão revelou que a partir do diagnóstico de Rosângela começou ter um comportamento estranho, gritando todos os dias a noite, como ocorreu antes do incêndio desta segunda-feira. “Como já era normal, não falávamos nada”.
De acordo com registro policial, o filho de Eryn avisou o pai sobre o incêndio. Ele se deslocou até a residência da irmã, que fica aos fundos de sua casa, e constatou o fato.

Em desespero, o rapaz arrombou a porta frontal da casa, mas não conseguiu entrar, porque as chamas estavam altas, então foi até os fundos da residência, quebrando a entrada, porém novamente não conseguiu se deslocar pela casa, por conta do fogo, com isso ele acionou o Corpo de Bombeiros.

“São nessas horas que a gente percebe que o ser humano não é nada. Ela era uma mulher bonita e muito bem, e acabou desta forma”, comentou Eryn. A perícia foi acionada e constatou que as chamas começaram na cozinha, provavelmente na geladeira, por conta de um curto circuito.

O velório acontece ainda na tarde de hoje (4), após a liberação do IMOL (Instituto de Medicina de Odontologia Legal) no Jardim das Palmeiras.

Mulher morre queimada durante incêndio a residência no Noroeste
Uma mulher morreu queimada durante um incêndio a residência no Jardim Noroeste, por volta das 22h30 desta segunda-feira (4) na Capital. O irmão de Ro...
Homem é baleado nas costas enquanto caminhava na 14 de Julho
Jovem de 23 anos foi baleado nas costas enquanto caminhava na Rua 14 de Julho, no Bairro Cabreúva, em Campo Grande. Hugo Vinícius Crisanto de Lima fo...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions