A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

02/06/2015 20:00

Família de idoso com câncer se desespera ao não conseguir vaga em CTI

Alan Diógenes
Eletricista está entubado em estado grave na UPA Coronel Antonino. (Foto: Reprodução/WhatsApp)Eletricista está entubado em estado grave na UPA Coronel Antonino. (Foto: Reprodução/WhatsApp)

A família de Eribaldo Fagundes Malta, 61 anos, internado em estado grave na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Bairro Coronel Antonino, não sabe mais a quem recorrer para conseguir vaga no CTI (Centro de Tratamento e Terapia Intensiva) em algum hospital de Campo Grande. O paciente tem câncer de pulmão e devido ao frio está com problemas respiratórios.

Conforme o filho do eletricista, o eletrotécnico Ricardo Fagundes, 34, o pai está internado na ala vermelha da unidade de saúde desde sábado (30), sem previsão de transferência. “Esta é a primeira crise que meu pai tem desde quando soube que tinha câncer. Ele está entubado, sedado e os médicos disseram que o caso é grave”, explicou.

Segundo Ricardo, a preocupação dos médicos é que na noite desta terça-feira (2) será necessário instalar a sonda para o paciente se alimentar. O que pode piorar seu estado de saúde. “Ele estava sem alimentação até agora e o medo dos profissionais é que o caso piore depois da instalação da sonda. Ele precisa estar em uma CTI para o tratamento”, comentou.

Os médicos que atendem Eribaldo já fizeram a solicitação de vaga em hospitais da Capital, mas até agora não houve retorno. Ricardo chegou a ir no Hospital do Câncer e na Santa Casa para verificar a disponibilidade de vagas, mas não teve sucesso. “Cada um fala uma coisa. Outros disseram que a falta de vagas é devido à crise na saúde”, mencionou Ricardo.

Apesar de tudo, o eletrotécnico disse que o pai está sendo bem tratado na UPA. “O pessoal tem dado toda a atenção necessária e uma assistente social acompanha o caso. Não tenho do que reclamar, apenas queremos a vaga em CTI de algum hospital”, afirmou Ricardo.

Caso não consiga uma vaga em hospitais da cidade, Ricardo disse que vai recorrer à Justiça. “Espero que o poder público, a prefeitura ou o Governo dê mais atenção para o caso do meu pai e também para os demais. Nas unidades de saúde vemos pessoas precisando de atendimento, sendo que não tem como ser atendida”, finalizou.

Entramos em contato com o secretário municipal de Saúde, Jamal Salém, nesta noite, para obter esclarecimentos sobre o fato, mas as ligações não foram atendidas.

Funsat oferece hoje vagas para mecânico, padeiro e vendedor
A Funsat (Fundação Social do Trabalho) oferece hoje vagas para mecânico, padeiro, vendedor, acabador de mármore e granito, ajudante de estruturas met...
UEMS oferta vagas para mestrado em Educação Científica e Matemática
A UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) oferta vagas de mestrado em Educação Científica e Matemática para ingresso em 2015. Os interessa...
Concursos públicos ofertam 635 vagas em sete áreas nesta segunda
Concursos públicos ofertam 635 vagas em sete áreas no Estado. As oportunidades são para a UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), Inspetoria ...
Segue até o dia 8 inscrição de concurso público da Funsaud com 586 vagas
A Funsaud (Fundação de Saúde de Dourados), que administra a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e o Hospital da Vida, continua com inscrições abertas...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions