A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

28/09/2015 20:54

Familiares e amigos de jovem preso acusado de roubo protestam em frente ao Fórum

Michel Faustino
Amigos e familiares de Wemerson estiveram na frente do Fórum pedindo Justiça. (Foto: Fernando Antunes)Amigos e familiares de Wemerson estiveram na frente do Fórum pedindo Justiça. (Foto: Fernando Antunes)
Desolada, mãe do rapaz diz que ele foi preso injustamente. (Foto: Fernando Antunes)Desolada, mãe do rapaz diz que ele foi preso injustamente. (Foto: Fernando Antunes)

Familiares e amigos de Wemerson de Araújo Silva, 21 anos, preso em agosto deste ano acusado de participação no roubo a uma motocicleta ocorrido em dezembro de 2013, na Avenida Afonso Pena, em Campo Grande, fizeram um manifesto em frente ao Fórum no fim da tarde desta segunda-feira (28). A primeira audiência do caso estava agendada para hoje, mas precisou ser transferida para novembro devido a ausência da vítima.

A serviços gerais Terezinha Silva Araújo, 39 anos, acredita que o filho tenha sido preso injustamente. Segundo ela, o rapaz é acusado de um crime que não cometeu.

“Meu filho é um menino bom. No dia em que aconteceu o roubo dessa moto, ele estava ensaiando com a banda de música da igreja que a gente frequenta. Todos que estão aqui estão de prova. Inclusive vieram como testemunha”, argumentou.

Consta na denuncia que, no dia 5 de dezembro de 2015, por volta das 18h, Wemerson e Thaylon Espindola, 22 anos, roubaram uma motocicleta Honda CB300, de cor branca, avaliada em R$10 mil, pertencente a Lucas Marques da Silva, na Avenida Afonso Pena, Bairro Chácara Cachoeira. Na ocasião, Thaylon estava de posse de uma arma de fogo e anunciou o assalto enquanto Wemerson dava cobertura.

Dois dias depois do ocorrido, no dia 7 de dezembro do mesmo ano, os dois foram abordados pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) na BR 463, próximo ao município de Ponta Porã, a 323 quilômetros da Capital. Na ocasião, Thaylon estava conduzindo a motocicleta produto de roubo e Wemerson estava em um veículo Celta. Thaylon chegou a ser detido e Wemerson foi liberado após ser ouvido.

“Meu filho e o Thaylon são amigos. E no dia o Thaylon chegou com essa moto lá em casa. Ele tinha saído do serviço pegado o acerto. Com o dinheiro ele disse que comprou essa moto, mas a gente não sabia que era roubada. Eu lembro que ele pediu pro meu filho pra ir com o carro dele para o paraguai trocar os pneus e meu filho era habilitado e decidiu ajudar. Foi quando chegou lá e deu problema na barreira policial, mas como ele não tinha nada a ver ele foi liberado”, disse.

Conforme a mãe, por decisão da Justiça, no dia 09 de agosto deste ano, Wemerson foi preso por envolvimento no crime em frente a sua casa, no Bairro Moreninhas. Já Thaylon foi preso somente na última sexta-feira, 25 de setembro.

“A gente não entende o porque dele estar preso sendo que ele não tem nada a ver com o caso. No próprio depoimento que o rapaz deu a polícia na época ele disse que foi roubado por dois homens negros e altos e as descrições não batem com a do meu filho. Eu só quero que seja feita a justiça, porque há dois meses ele está no presídio pagando por algo que ele não cometeu”, finalizou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions