ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEGUNDA  24    CAMPO GRANDE 22º

Capital

“Fato isolado”, diz empresa sobre confusão em promoção de R$ 10

Tumulto aconteceu na manhã de sexta-feira com clientes que esperavam loja abrir; polícia foi acionada

Por Ana Paula Chuva | 11/05/2024 08:55
Policiais militares e clientes em frente à loja na manhã de ontem (Foto: Marcus Maluf)
Policiais militares e clientes em frente à loja na manhã de ontem (Foto: Marcus Maluf)

Por meio de nota, a empresa “Cresci e Perdi” afirmou que a confusão em frente à loja de Campo Grande, na Avenida Mato Grosso, foi um fato isolado. Através do documento, a franquia de brechó de roupas infantis diz que repudia o fato e que não recomendou que nenhum cliente chegasse antes do horário de abertura do estabelecimento.

Segundo o documento, enviado ao Campo Grande News na manhã deste sábado (11), a promoção de itens a partir de R$ 10 foi anunciada em todas as redes sociais da empresa e aconteceu de forma simultânea em todas as franqueadas da rede. “Visando proporcionar oportunidades únicas de compra para nossos clientes”, diz a empresa.

“No entanto, lamentavelmente, alguns consumidores optaram por se antecipar à abertura da loja na unidade de Campo Grande, fazendo campana em frente ao estabelecimento desde a madruga. A empresa jamais incentivou ou solicitou que os clientes e aglomerassem em frente as lojas antes da abertura”, pontua a rede em nota.

A empresa ainda destaca que a confusão que resultou na intervenção da Polícia Militar foi um fato isolado fora do período de atendimento da loja que nem estava aberta para o público ainda e que em nenhuma outra unidade da franquia foi registrada qualquer ocorrência.

“Repudiamos veemente a conduta desses consumidores que, agindo de forma imprópria e desrespeitosa, causaram transtornos à ordem pública e aos demais clientes. A segurança e o bem-estar de nossos clientes e colaboradores são prioridades inegociáveis para nossa empresa”, finaliza o documento.

Confusão - O tumulto em frente ao local começou quando um grupo de cinco pessoas tentou ocupar os primeiros lugares na fila. No meio da briga, um homem apontou o dedo no rosto de uma mulher grávida e gerou ainda mais tensão na confusão. Com isso, a PM foi acionada.

O grupo envolvido na confusão chegou em frente à loja por volta das 22h da quinta-feira (9), mas não ficaram na fila e sim dentro de seus veículos. Quando o dia amanheceu, outras pessoas já estavam no local e não deixaram que os cinco clientes assumissem os primeiros lugares.

Por volta das 9h20 uma  das funcionárias da loja anunciou que seriam distribuídas senhas para entrar no local e o tumulto cessou.


Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias