ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, TERÇA  25    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Promoção de R$ 10 causa tumulto em fila e briga em frente de loja

Durante a discussão, um homem apontou o dedo no rosto de uma grávida, que estava desde as 5h15 no local

Por Jéssica Fernandes e Clara Farias | 10/05/2024 09:10
Clientes pegam senha distríbuida por funcionária de loja infantil. (Foto: Marcos Maluf)
Clientes pegam senha distríbuida por funcionária de loja infantil. (Foto: Marcos Maluf)

Promoção de uma loja infantil anunciada nas redes sociais rendeu confusão entre clientes na manhã desta sexta-feira (10), no centro de Campo Grande. A discussão começou quando um grupo de cinco pessoas tentou ocupar os primeiros lugares na fila. No meio da briga, um homem apontou o dedo no rosto de uma mulher grávida e aumentou a dimensão do tumulto e foi necessário acionar a Polícia Militar.

Roupas, bebê conforto e outras ‘centenas’ de itens infantis por R$ 10 foram divulgados pelo brechó. Os descontos atraíram pessoas para a Rua Nortelândia com a Avenida Mato Grosso antes das 6h.

Conforme informações da Polícia Militar, as cinco pessoas envolvidas na discussão chegaram às 22h de ontem. Mas, ao invés de permanecerem na fila, elas teriam passado a noite dentro do carro. Quando amanheceu, o grupo tentou retornar para a frente da loja, mas os outros clientes não deixaram.

Veja o vídeo:

Grávida, Rita Maíra, de 23 anos, estava desde as 5h15 guardando lugar quando diz que ‘do nada’ apareceu um monte de gente. Uma das pessoas que estavam no carro, segundo a vendedora, começou a discutir com ela. “O rapaz veio e apontou o dedo na minha cara por causa da fila. Uma outra senhora que estava aqui saiu para me defender e chamou a polícia”, afirma.

Thaynara Gimenes, de 20 anos, saiu do bairro Nova Lima antes das 4h para conseguir aproveitar a promoção. Ela presenciou a confusão, que fez com que pessoas que estavam nos últimos lugares da fila terminassem na frente. “Até as 5 horas estava tranquilo e todo esse povo que está aqui na frente se aproveitou da briga para poder furar”, fala.

Com um bebê de 1 ano e 2 meses em casa, a jovem reclama que a loja poderia ter planejado melhor a ação. “Eu acho que tinha que ter uma organização melhor. A loja apenas anunciou no Instagram e eles têm mais de 90 mil seguidores”, afirma.

Até as 9h desta manhã, a fila de pessoas tinha passado de 80 metros. Por volta das 9h20, uma das funcionárias da loja anunciou para os clientes que seriam distribuídas senhas para ter acesso ao local, organizando o processo.

A reportagem procurou o responsável pela loja, que informou não poder falar naquele momento por conta da grande procura. O jornal segue aberto para as explicações dos proprietários.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias