A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

28/04/2016 13:19

Filho de vereador queria ser igual ao pai, dizem amigos próximos

Ricardo Campos Jr. e Guilherme Henri
Vereador Paulo Siufi cumprimenta pessoas que foram ao velório do filho dele, morto em acidente de trânsito (Foto: Fernando Antunes)Vereador Paulo Siufi cumprimenta pessoas que foram ao velório do filho dele, morto em acidente de trânsito (Foto: Fernando Antunes)
Paulo Siufi Filho morreu em acidente nesta madrugada (Foto: arquivo pessoal / reprodução Facebook)Paulo Siufi Filho morreu em acidente nesta madrugada (Foto: arquivo pessoal / reprodução Facebook)

Filho do vereador Paulo Siufi (PMDB), morto em um acidente de carro na madrugada desta quinta-feira (28), se espelhava e procurava ser igual ao pai, segundo amigos. O corpo de Paulo Siufi Filho está sendo velado no cemitério Parque das Primaveras, que fica na Avenida Senador Filinto Müller, no Jardim Parati.

José Eduardo Lugli Filho, 24 anos, era próximo da vítima e conta que o rapaz era simples e um torcedor fanático do São Paulo, da qual fazia parte da torcida organizada. Por meio da assessoria de imprensa, a família do vereador disse que está abalada e sem condições de se pronunciar sobre o ocorrido.

Vários parlamentares foram ao velório para dar apoio a Siufi. Entre eles, Francisco Saci (PRTB). “Nesse momento, não existe partido, não existe política, todos somos humanos”, afirmou à imprensa no local.

Mario Cesar (PMDB) disse que todos os vereadores devem passar no cemitério em apoio ao colega “nesse momento trágico”.

A Câmara Municipal decretou luto de três dias. A sessão de hoje foi cancelada e os gabinetes foram fechados.

O acidente – Paulo Siufi Filho conduzia um Citroen C4 Picasso pela BR-163 quando invadiu a pista contrária e bateu de frente com uma carreta Volvo, no Km 477 da BR-163, próximo ao Posto Caravágio, em Campo Grande. O rapaz morreu no local.

Conforme a PRF (Polícia Rodoviária Federal), os primeiros levantamentos indicam, devido às características do impacto, que o estudante trafegava em velocidade acima da permitida para a rodovia.

Ainda de acordo com a polícia, o motorista da carreta, Márcio Aparecido da Silva, 48 anos, tentou sair para o acostamento, mas não conseguiu evitar a colisão. As conclusões sobre as circunstâncias do acidente devem ficar prontas em três dias, segundo a PRF.

O motorista caminhão Volvo, que seguia no sentido São Paulo/Cuiabá, contou que não teve como evitar o acidente, porque de repente o carro rodou, invadiu a pista e bateu de frente com o seu veículo.

Depois da colisão, o caminhão ficou atravessado na rodovia. Márcio não sofreu ferimento. Já a vitima foi lançada para fora. O carro que Paulo conduzia ficou destruído. O rapaz cursava Engenharia da Computação na UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), em Campo Grande.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions