A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

31/07/2015 16:56

Fiscal da Agetran é acusado de assediar passageiras em terminal

Luana Rodrigues

A polícia investiga dois casos de assédio sexual por parte de um funcionário da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) no Terminal Guaicurus, em Campo Grande. Conforme os registros de ocorrência, duas mulheres de 27 e 18 anos teriam sido assediadas enquanto aguardavam o ônibus no terminal.

De acordo com o boletim, o funcionário, que é fiscal da Agetran, usou termos como "gostosa", "delícia" e "cheirosa" para assediar as mulheres e ainda disse que "pagaria para vê-las nuas". Os casos ocorreram no dia 17 deste mês, mas foram registrados no dia 18 e 20, na Casa da Mulher Brasileira.

Segundo o boletim, constrangidas, as vítimas não responderam as "cantadas" do autor, que continuou com o assédio até que o ônibus chegasse. Audacioso, o servidor chegou a pedir o telefone da moça, que o ignorou e procurou se distanciar.

O caso foi registrado como pertubação de sossego. Conforme a delegada titular da Casa da Mulher, Roseli Molina, foi instaurado um inquérito para investigar o ocorrido. Serão ouvidas testemunhas para que o autor seja identificado, já que as denunciantes, que são usuárias do transporte coletivo, não o conhecem.

O Campo Grande News entrou em contato com a diretora-presidente da Agetran, Elizabeth Felix da Silva Carvalho, para tratar sobre o caso, mas ela está de licença e substituta Dejanira Machado Recalde, preferiu não falar.

A assessoria de imprensa informou que a agência ainda não foi notificada oficialmente sobre o caso e por isso o funcionário não foi identificado. Conforme o órgão, somente a partir da notificação, que providências serão tomadas, de acordo com as leis em vigor.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions