A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/01/2015 18:07

Foragida nega venda de filha e diz que queria apenas "matar saudade"

Alan Diógenes
Delegado disse que foragida tem passagem por seis crimes. (Foto: Marcelo Calazans)Delegado disse que foragida tem passagem por seis crimes. (Foto: Marcelo Calazans)

A jovem de 21 anos acusado de tentar vender a própria filha de 2 anos, na manhã desta quinta-feira (22), negou o fato, mas foi presa mesmo assim por que estava foragida desde o dia 16 deste mês. A própria mãe denunciou a filha que chegou em sua residência dizendo que iria vender a criança para conseguir fugir de Campo Grande.

De acordo com o delegado Paulo Sérgio Lauretto, responsável pelo caso, após a avó materna fazer a denúncia contra a jovem, os policiais da DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) saíram em diligências e conseguiram encontrar a acusada na Vila Maciel. No local, os policiais descobriram que a mulher era foragida e tinha quebrada o regime semi-aberto.

“Ela quebrou o benefício não estava indo dormir no presidio como prevê o regime semi-aberto e foi detida de imediato por causa disso. Já na delegacia ela negou que queria vender a própria filha para fugir da cidade. Ela disse que passou na casa mãe apenas para visitar a criança, pois estava com saudades da mesma”, explicou o delegado.

A jovem continua presa na DEPCA. Mas o delegado já comunicou o juiz sobre o caso. Agora ela deve ser transferida para a 2ª Delegacia de Polícia Civil e em seguida encaminhada ao Presídio Feminino de Campo Grande.

Segundo o delegado, a mulher tem passagem na polícia por dano, furto, roubo majorado pelo emprego de arma de fogo e concurso de pessoas, tráfico de drogas e lesão corporal dolosa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions