ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Fugitivos do HR e penitenciária são presos com quadrilha de roubo à residência

Paula Vitorino | 13/03/2012 12:03

Quadrilha roubou residência no Zé Pereira na madrugada do dia 4

Quadrilha foi apresentada hoje à imprensa. (Foto: Marlon Ganassin)
Quadrilha foi apresentada hoje à imprensa. (Foto: Marlon Ganassin)

A Polícia Civil prendeu uma quadrilha por roubo a residência no bairro Jardim Zé Pereira e entre os integrantes estavam dois ousados fugitivos do sistema penitenciário. Evando Souza de Figueiredo, de 33 anos, fugiu pela porta da frente do Centro de Triagem penitenciário em janeiro de 2009.

O comparsa no roubo, Odevilson Martines Maldonado, de 30 anos, fugiu do Hospital Regional no dia 9 de fevereiro de 2010. Ele conseguiu escapar junto com o presidiário de São Paulo Aelinton Amaro Pinto, de 27 anos, o "Playboy, quando eram escoltados por um policial militar.

Os dois foram recapturados na última quarta-feira (7) em residências do bairro Moreninhas, durante investigação da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos) sobre o roubo da residência no Zé Pereira, que aconteceu na madrugada do dia 4 de março.

A partir da prisão da dupla, os policiais prenderam no mesmo dia Israel Alfaro de Almeida, de 30 anos. No último sábado (10), Lenil Pretti Justiano, de 19 anos, foi capturado durante abordagem da Polícia Militar. Um quinto integrante da quadrilha, identificado como Bruno, ainda está foragido.

Ação - Os bandidos levaram cerca de R$ 10 mil em jóias, semi-jóias e bijuterias, R$ 1.200 mil em dinheiro e celular da residência no Zé Pereira.

Durante a fuga, os bandidos roubaram o carro da vítima e fizeram a moradora, de 36 anos, refém. O carro e a mulher foram abandonados na região do bairro Parque dos Laranjais.

Os bandidos dividiram a atuação durante o assalto e utilizaram dois carros para fugir. Segundo o delegado da Derf, Fabio Peró, o objetivo era dificultar as investigações da Polícia.

Bijuterias - Ainda segundo o delegado, foi Lenil quem “indicou” a vítima por saber que a moradora vendia jóias.

No entanto, os bandidos não esperavam encontrar bijuterias e semi-jóias entre as mercadorias. Após a prisão dos comparsas, Lenil jogou fora parte dos produtos roubados, que eram bijuterias, na tentativa de se escapar da Polícia.

Parte dos produtos roubados foi recapturada. Os policiais também apreenderam um revólver calibre 38 e 22.

Nos siga no Google Notícias