A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

25/01/2011 20:57

Fumacê volta a 26 bairros com alta infestação de mosquito da dengue

Da redação

A partir desta quarta-feira, borrifação recomeça na Capital

Os bairros de Campo Grande com maior Índice de Infestação Predial (IIP) do mosquito da dengue, o Aedes Aegypti, começam a receber a partir de amanhã a borrifação de veneno em veículos, conhecidos como “fumacê”.

A medida foi definida durante uma reunião realizada pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) no início da tarde de hoje.

“O ‘fumacê’ só é utilizado quando existe uma grande infestação de mosquito em determinadas áreas. No período do ano em que ele ainda é larva, não adianta usar, a hora certa é quando os mosquitos estão voando. Por isso, agora é a hora de passar o veneno”, explica a diretora de vigilância e saúde da Sesau, Marcia Dal Fabbro.

Entre os bairros que devem receber a borrifação estão o José Abrão e a Vila Nasser – com maior índice de IIP – seguidos pelo Veraneio, Chácara dos Poderes e Cachoeira, Rita Vieira, Dr. Albuquerque, Paulista, TV Morena, Vilas Boas, Carlota, Guanandi, Taquarussu, Jacy, América, Jockey Club, Piratininga, Centenário, Lageado, Planalto, São Francisco, Jardim dos Estados, Carvalho, Monte Líbano e São Bento.

Os índices têm como base o relatório divulgado entre os dias 3 e 21 de janeiro pela Sesau.

O veneno utilizado na borrifação será o mesmo que já vem sendo aplicado pelos agentes de saúde nas bombas individuais durante as visitas as residências.

O produto é enviado pelo Ministério da Saúde e não é da mesma marca do utilizado no verão de 2010. “O veneno utilizado é sempre modificado para evitar que o mosquito fique mais resistente”, explica o Chefe do serviço de controle de vetores, Alcides Ferreira.

Quando o “fumacê” estiver passando pelo bairro, a recomendação da Secretaria de Saúde é para que os moradores abram janelas e portas de suas residências, para que o veneno circule por todo o local.

As pessoas que tiverem problemas respiratórios devem ficar em ambientes abertos. Além de matar o Aedes Aegypti, o veneno também elimina outros mosquitos, como o transmissor da leishmaniose, e insetos que estiverem na região.

Bairros com alto índice de infestação também irão contar com reforço de agentes, apesar da greve, garante a prefeitura.

De acordo com a diretora de vigilância e saúde da Sesau, os bairros com índice zero ou muito baixos terão alguns agentes remanejados para as regiões com maior número de infestação do mosquito.

“Contamos também com a ajuda da população, principalmente, desses bairros para diminuir os focos de dengue. O trabalho tem de ser feito em conjunto para ter efeito”, frisa Dal Fabbro. O trabalho dos agentes de saúde conta com o reforço dos militares na Capital. (Colaborou Paula Vitorino)

Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


Boa iniciativa, essa da borrifação. Gostaria de saber se tendo o equipamento, posso obtero veneno para borrifar o quintal e a casa ? Que conselho me dariam no caso?
 
Akira Nikuma em 26/01/2011 09:10:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions