A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

20/11/2017 11:36

Funcionária de Ceinf é suspeita de jogar tênis no rosto de criança

Menino de 4 anos ficou com o rosto machucado e passou por exame de corpo de delito nesta manhã

Guilherme Henri
Fachada do Centro de Educação Infantil Maria Dulce Prado Cançado, no Jardim Noroeste (Foto: Marcos Ermínio)Fachada do Centro de Educação Infantil Maria Dulce Prado Cançado, no Jardim Noroeste (Foto: Marcos Ermínio)

Uma assistente de educação infantil de 35 anos é suspeita de agredir um menino de 4 anos no Ceinf (Centro de Educação Infantil) Maria Dulce Prado Cançado, no Jardim Noroeste, em Campo Grande. Segundo boletim de ocorrência, a assistente teria arremessado um tênis no rosto da criança.

A queixa foi registrada na polícia pela própria diretora do local. A mãe da vítima de 28 anos procurou o Campo Grande News e contou que o caso foi descoberto na última sexta-feira (17) quando o pai foi buscar o menino no centro.

O pai do menino chegou no Ceinf e se deparou com o caderno de ocorrências onde registro feito pela assistente dizia que a criança estava agitada, chorando muito e atirando materiais nos colegas de sala.

A criança então teria caído e machucado o rosto. “Meu marido não acreditou no que estava escrito e se recusou a assinar esta ocorrência. Ele conversou e nosso filho contou que a assistente havia jogado um tênis na cara dele”, detalha a mãe.

Indignado, o pai buscou orientação com a direção da escola que se comprometeu em apurar o que tinha acontecido. “A diretora conversou com colegas do meu filho e todos contaram que a assistente tinha realmente jogado um tênis no rosto dele”, disse.

Conforme a mãe, a diretora entrou em contato com a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e foi orientada a registrar a ocorrência na delegacia.

A reportagem teve acesso ao registro e nele a diretora afirma à polícia que as medidas administrativas já foram tomadas. No entanto, não revela quais são.

O Campo Grande News entrou em contato com a secretaria, mas até a publicação desta matéria não obteve resposta. O caso foi registrado como lesão corporal dolosa na Polícia Civil e ainda de acordo com a mãe, a criança realizou o exame de corpo de delito na manhã desta segunda-feira (20).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions