A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

20/02/2014 08:04

Furto de carro na Orla revolta dona de quiosque que reclama de abandono

Aliny Mary Dias e Viviane Oliveira
O carro foi encontrado abandonado na Gury Marques. (Foto: Marcos Ermínio) O carro foi encontrado abandonado na Gury Marques. (Foto: Marcos Ermínio)

O furto de um carro, na noite de ontem (19), poderia ser só mais um crime praticado em Campo Grande, mas o furto revela o descaso e abandono que vivem os comerciantes que investiram e resistem nos quiosques da Orla Ferroviária.

Revitalizada ainda na administração do prefeito Nelson Trad Filho (PMDB), a Orla Ferroviária que começa na Avenida Mato Grosso com a Calógeras e termina na Avenida Afonso Pena, no Bairro Cabreúva, teve 9 quiosques construídos e ativados em maio do ano passado, pela atual administração.

As reclamações são inúmeras e a falta de movimento em razão da insegurança do local está no topo da lista dos comerciantes. Mas o caso veio à tona na manhã desta quinta-feira (20) com o desabafo da comerciante Jocasta Ferreira dos Santos, 26 anos. Ela é uma das duas pessoas que ainda tocam os quiosques na Orla.

A jovem conta que chega no estabelecimento por volta das 16 horas e sempre procura estacionar o Volkswagem Gol onde possa ver, mas na noite de ontem (19) havia muitos carros e ela teve que estacionar longe do quiosque.

Por volta das 21 horas, quando foi buscar o carro, o veículo já havia sido levado. A mulher chamou a polícia, mas o Gol só foi encontrado horas depois, abandonado na Avenida Gury Marques.

De acordo com a Polícia Civil, o assaltante levou as rodas esportivas que estavam no veículo e colocou outras velhas no lugar, os bancos do carro, um carrinho de bebê e uma cadeirinha de criança também foram levados.

Jocasta reclama da falta de segurança no local. (Foto: Marcos Ermínio) Jocasta reclama da falta de segurança no local. (Foto: Marcos Ermínio)

A comerciante foi chamada na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, na manhã de hoje, para ter o carro de volta. Mesmo feliz por ter reencontrado o meio de ir ao trabalho todos os dias, Jocasta não poupou críticas à Prefeitura.

“A Prefeitura não cumpriu com a parte dela, aquele lugar está abandonado e tem muitos usuários de drogas. Dos nove quiosques, só dois funcionam de dia e outros dois de noite”, desabafa.

A comerciante conta ainda que as rondas da Polícia Militar são insuficientes e que a região poderia ser melhor aproveitada pela população se a segurança fosse maior. “É uma pena porque as pessoas gostam de tirar foto na Orla, vemos muitas noivas e meninas que fazem 15 anos tirando fotos para álbuns”, lamenta.

Sobre o crime que deu início à revolta, o suspeito pelo furto ainda não foi encontrado e o caso será apurado pela Polícia Civil da Capital.

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


Tá reclamando do quê?? Não queria mudança?? Ta aí...!! Elegeu o Bernal, se deu Mal!!!! Quem votou nele não tem o direito de reclamar de nada... fica quietinho vai!!!
 
Daniel Cardoso em 20/02/2014 14:23:16
a presença da bandidagem só ocorre por falta de policiamento
nao vemos policiamento em certos lugares ai ficamos a merce destes v...
a propria orla morena esta as traças, praça do papa destruida suja acabada, praças as escuras, e assim vai....

o negocio é infelizmente nao sair mais!!!
 
marcel dos santos nobre em 20/02/2014 13:16:17
Marcos Wild, a segurança pública é de responsabilidade do Estado. Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Agência Penitenciária, e outros, são vinculados à Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública.
 
Priscila Lemos Wormsbecher em 20/02/2014 13:08:53
A segurança é ZERO em Campo Grande, principalmente nos pontos: Orla Morena, Orla Ferroviária, Soter, Praças de maneira geral. Na realidade, esse abandono não é de hoje, não entendo PORQUE, não utilizam o trabalho dos meninos da GM( Guarda Municipal)???? seria de grande uitilidade para a população. Mas...como aqui é historico, construirem praças, Parques, Orlas...e jogarem para a população sem MANUTENÇÃO e SEGURANÇA, ficamos sempre com o prejuizo o que não é correto logicamente.
 
Neyde de Oliveira em 20/02/2014 12:29:19
Foi se o tempo em que Campo Grande era uma cidade tranquila, estamos chegando ao mesmo patamar de criminalidade de algumas capitais nordestina, qual será o motivo??!!
 
misael nishimura em 20/02/2014 10:23:32
O problema não é só a orla morena e sim toda a cidade, não existe policiamento ostensivo na capital, só vemos viaturas paradas em frente às residencias dos policiais, e quando se necessita, não atendem um chamado, Bairro Nossa sra das Graças, copasul, planalto, cabreuva, em torno da UCDB, não existe policiamento, à noite pior.
 
Celia Amorim em 20/02/2014 10:01:14
Se fosse apenas a Orla Morena que estivesse abandonada estaria bom, o problema é que a cidade toda está abandonada e a merce de bandidos...
 
Marco Aurélio em 20/02/2014 09:59:27
Não sei porque tanto reclamam, vocês elegeram esse prefeito, queriam ele, não estavam satisfeitos com a cidade queriam mudanças, agora esta ai a mudança e agora não adianta reclamar.
 
Marcos Wild em 20/02/2014 09:57:50
Ela ainda teve sorte, conseguiu recuperar o carro...
No meu caso, roubaram meu carro dia 06/01/2014, enfrente ao pátio central e infelizmente não tive nem notícia do meu carro até a presente data.
Infelizmente, ainda passamos por tal situação em nossa capital.
 
Rodrigo Cunha em 20/02/2014 08:20:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions