A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

07/05/2013 16:33

Gerente de loja incendiada reclama de falta de estrutura dos bombeiros

Nícholas Vasconcelos e Gabriel Neris
Bombeiros tentam conter as chamas (Foto: Marcos Ermínio)Bombeiros tentam conter as chamas (Foto: Marcos Ermínio)

Gerente de loja que pertence ao grupo Planeta Real, atingida por incêndio nesta terça-feira (7), em Campo Grande, reclama da falta de estrutura do Corpo de Bombeiros.

Segundo César Aparecido Lopes, os militares chegaram com um caminhão pipa que estava sem água e o combate às chamas só pode começar quando um segundo veículo chegou ao local, acompanhado de outro caminhão pipa da Águas Guariroba.

“Não tem como prever o incêndio, mas a gente precisa de estrutura”, disse. Ainda segundo César, o prédio atingido pelo fogo tem três hidrantes, mas a água só chegou 1h20 depois do início das chamas.

Houve problema também para acionar a escada magirus e os outros hidrantes da quadra da loja Planeta Real. Os equipamentos estão sem água.

Um funcionário da Casas Bahia, que fica ao lado do Planeta Real, e que prefere não se identificar, disse que assim que os funcionários perceberam o cheiro de fumaça resolveram fechar o estabelecimento comercial. No local, trabalham 300 pessoas.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo chegou a atingir os fundos das Casas Bahia, no entanto a gerencia da loja nega. Um funcionário passou mal e precisou ser atendido pelos Bombeiros, sofrendo de falta de ar.

Para ajudar a combater a forte fumaça, os militares buscam ventiladores da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária), que ficam no Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...
Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...


Desaprovo alguns comentários acima, uma fatalidade não justifica sermos injustos.
Conheço a equipe da loja, conheço a forma de trabalho, e não era como certas pessoas comentaram. Todos nós estamos sujeitos a fatalidades. Não sejamos incoerentes neste momento, vamos ser solidários, graças à Deus não houve vítimas e creio que as medidas corretas estão sendo tomadas. E vamos esperar pela reinauguração da loja ainda mais bonita e cheia de novidades e coisas boas e a retomada dos nossos trabalhadores Campograndenses que muito tem sido beneficiados com esta loja que é uma referência em nossa cidade. Boa sorte para a equipe da Planeta Real e que Deus os ajude a levantar esta loja ainda melhor que a primeira. Quando Deus fecha uma porta ele abre uma porta ainda melhor e maior que a primeira.
 
Maria Rosa em 08/05/2013 08:57:26
continuação: as mangueiras não tinham encaixe nos caminhões pipas era necessário passar água do caminhão pipa emprestado para o caminhão dos bombeiros para aproveitar o encaixe da mangueira! Foram aproximadamente 01:40hs nesta situação, e enquanto isso, o fogo devastava todo o prédio do Planeta Real e invadia as lojas vizinhas, inclusive, com labaredas da altura do prédio ao lado.
Nas fotos que estão no campo grande news, vê-se que nem mesmo a fachada da empresa fora danificada durante o incêndio, mas, a demora foi tanta, que ao final até mesmo a fachada frontal do imóvel (onde poderia ser combatido o fogo, pois não seria necessário qualquer escada) ficou destruída.
Não quero com isso falar dos bombeiros nem do governo, mas, alguma providência SERISSIMA tem que ser tomada!
 
André Ruiz em 07/05/2013 21:43:52
estive no local do incêndio. A realidade tem que ser dita e verdade é verdade, não muda: os hidrantes da região não tinham água. Um único caminhão pipa dos bombeiros estava sem água e estacionado em frente á loja em chamas (a razão não imagino, pois não tinha utilidade ali). Não tinha transito pois foi isolado todo o local e avenidas adjacentes, contudo, não tinha como caminhões pipa da águas guariroba e de várias empresas pararem em frente á loja, pois o caminhão pipa vazio dos bombeiros ali ficou, sem razão alguma. Quando chegou água, tinha que fazer manobras com os caminhões dos bombeiros para saírem do local. A escada não funcionava. Não tinham mangueira com tamanho suficiente para combater as chamas. Emendaram várias mangueiras e muitas delas estavam furadas! ENFIM, foi um CAOS!
 
André Ruiz em 07/05/2013 21:39:09
Isso é só o começo, do povo ver realmente como o nosso Estado e Município, esta sobre o comando de quem se preocupa com o população,é os bombeiros querendo trabalhar e não tem como, por falta de condições melhor é a população ficando doente e não ter atendimento adequando por falta de remédio,médicos etc.Isso tudo porque a gente paga por tudo isso e agora eu pergunto na onde esta o dinheiro do povo já que quando a população precisa não esta bem atendido.E os nossos vereadores só estão preocupados em saber em que prédio vão ficar na mordomia por 4 anos.Isso minha gente é a realidade que nós campograndeses estamos vivendo .
 
Juliana Ribeiro em 07/05/2013 20:59:22
Se vocês falam que falta estrutura para o trabalho dos Bombeiros ai na Capital do Estado, imagine no interior do Estado a precariedade que deve ser. Domingos atrás passou no Fantástico reportagem falando da precariedade da estrutura dos Bombeiros do Piauí e Maranhão, eles deveriam realizar uma reportagem aqui no Mato Grosso do Sul, todos ficariam assustados com as viaturas sucatiadas que esses VALENTES BOMBEIROS trabalham.
 
Clelvis Correa em 07/05/2013 18:55:06
e sua loja um amontoado de coisas. E seus funcionários tinha preparo para iniciar o combate as chamas. Agora culpar os bombeiros é muita falta de ética desta comerciante. Eu estava lá na frente e vi até mesmo um cidadão querendo entrar na área que foi isolada pela Policia Militar e quase foi preso pelo policial.
 
Sérgio Marques de Alencar em 07/05/2013 18:42:50
Não sei quanto a falta de estrutura do Corpo de Bombeiros, mas e essa loja? É um amontoado de coisas e cheia de gambiarras. Foi uma tragédia anunciada. Outro lugar que é uma ameaça de incêndio é o Camelódromo. Qualquer faísca e ninguém vai conseguir segurar o fogo ali.
 
Murilo Delmondes em 07/05/2013 17:51:41
Neste Estado toda Segurança Pública está sucateada,falta Viatura para Bombeiros e Policiais Militares e quem paga por isso é a sociedade...
 
edmur penedo em 07/05/2013 17:49:43
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions