A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

17/07/2015 11:49

Giroto desiste de apresentar defesa antecipada sobre gravações da PF

Luana Rodrigues
Defesa de Giroto disse que não teve acesso a todo o inquérito (Foto: Arquivo)Defesa de Giroto disse que não teve acesso a todo o inquérito (Foto: Arquivo)

Na última terça-feira(14), o deputado estadual Paulo Corrêa(PR), disse ao Campo Grande News que o ex-secretário estadual de Obras Edson Giroto (PR), um dos alvos da operação "Lama Asfáltica", iria apresentar defesa para a CGU (Controladoria-Geral da União) e esclarecer trecho de gravação, até o fim desta semana. Em contato realizado na manhã de hoje(17), o advogado de defesa de Giroto negou a informação.

Conforme o advogado José Valeriano Fontoura, a defesa só teve acesso a uma parte do inquérito com informações sobre a investigação da Polícia Federal, CGU e Receita Federal, e por isso não irá se manifestar até que possa estudar todo o inquérito. "Só recebemos alguns documentos, da parte judicial, enquanto não acessarmos a integralidade do inquérito nenhuma defesa será apresentada", explicou.

A CGU apontou superfaturamento em obras da MS-430, que liga São Gabriel do Oeste a Rio Negro, e na avenida Lúdio Martins Coelho, executada com verba do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) em Campo Grande.

Um ponto a ser esclarecido, é gravação de conversa entre Giroto e Wilson Roberto Mariano de Oliveira, o Beto Mariano. Ele é servidor de carreira da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimento) e fiscal da obra da MS-430. No diálogo, Giroto e Beto Mariano citam a necessidade de caixa de empréstimo em trecho da rodovia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions