A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

18/06/2019 13:38

Golpista faz convite para grupo de vendas e hackea conta no WhatsApp

Estelionatário aproveitou conversas registradas para aplicar outros golpes aos contatos da agenda da vítima

Jones Mário
Caso foi registrado como estelionato na Depac do centro (Foto: Fernanda Palheta)Caso foi registrado como estelionato na Depac do centro (Foto: Fernanda Palheta)

Vendedora de 28 anos, de Campo Grande, teve sua conta no aplicativo de mensagens WhatsApp hackeada depois de aceitar convite para entrar em grupo de compras e vendas. O truque apagou os dados do celular da vítima e transferiu o histórico para o golpista, que aproveitou as conversas registradas para aplicar outros golpes aos contatos da agenda.

O caso ocorreu ontem pela manhã. Segundo a vendedora, uma pessoa a procurou pelo WhatsApp e a convidou para entrar em grupo de compras e vendas. A vítima aceitou e recebeu uma mensagem SMS com um link. Ao clicar sobre o endereço, a vendedora foi direcionada à página inicial do aplicativo, como se tivesse acabado de baixar, e perdeu acesso à sua conta. “Na hora que eu recebi o SMS, não li por completo e acabei clicando”, disse.

Com os dados da conta da vendedora, o golpista passou a disparar mensagens na tentativa de aplicar outros golpes. Uma das vítimas foi esteticista de 48 anos, que divide casa com a vendedora. O estelionatário se valeu do histórico da conversa entre as duas para cobrar a parte do aluguel devida pela esteticista, que correu para o banco e fez depósito de R$ 600, em envelope, para a conta repassada por mensagem.

Golpista utilizou mensagem SMS com o link para hackear WhatsApp da vítima (Foto: Direto das Ruas)Golpista utilizou mensagem SMS com o link para hackear WhatsApp da vítima (Foto: Direto das Ruas)

“Ficava me apressando, pedindo para eu depositar logo e para transferir direto para a conta. Quando fiz o depósito por envelope ele reclamou. Ele ou ela, não sei. Queria o depósito direto”, falou a esteticista.

A vendedora recebeu outros relatos de amigas que estranharam as mensagens encaminhadas a elas. “Me disseram que ficava cobrando coisas, digitando errado. Como trabalho com vendas, tenho muitos contatos, pelo menos 500”.

Desconfiada, a esteticista registrou boletim de ocorrência na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do centro. O caso foi identificado como estelionato e está sob a responsabilidade do delegado adjunto Alberto Luiz Carneiro da Cunha.

Com o registro, a esteticista conseguiu cancelar o depósito na agência bancária. “Mais tarde o golpista mandou uma carinha de choro, dizendo que o dinheiro não entrou. Eu disse que não entrou porque ele era golpista, por isso não deu certo”.

Segundo a vendedora, o número da conta de WhatsApp hackeada é o (44) 9 9178-4116. “Anunciei também na rede social para as pessoas ficarem alertas”, ressaltou.

A reportagem tentou contato com a Depac, mas não houve retorno até a publicação da matéria.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions