A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

17/02/2016 08:45

Governo assina contratos de R$ 14,7 milhões para duplicar avenida

Licitação foi lançada em 2015 e obras devem ser concluída em 1 ano

Mayara Bueno
Trecho da Avenida Euler de Azevedo. (Foto: Arquivo)Trecho da Avenida Euler de Azevedo. (Foto: Arquivo)

O governo estadual assinou o contrato com as duas empresas responsáveis pelas obras de duplicação da Avenida Euler de Azevedo, em Campo Grande. Nesta quarta-feira (17), os extratos dos contratos, que somam R$ 14,7 milhões e têm validade de um ano, foram publicados no Diário Oficial do Estado.

Segundo afirmou, em setembro, quando a licitação foi lançada, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), a obra se justifica pelo trânsito na avenida, que deve aumentar em virtude da inauguração do campus da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul).

O projeto prevê recapeamento, duplicação da pista, iluminação e ciclovia até o trecho próximo ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

A via dá acesso à universidade, ao Detran e é saída para o município de Rochedo. Segundo o governo, os objetos dos contratos é a “adequação da capacidade de tráfego” naquele trecho. Os contratos foram assinados pelo secretário da Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura) e os responsáveis pelas empresas.

A obra foi dividida em dois lotes: o lote I, na área urbana, será tocado pela Anfer Construções e Comércio Ltda, com o valor desta parte será de R$ 8.610.105,70. De acordo com o extrato, neste caso, a obra será feita em uma extensão de 2,5 quilômetros, entre a Avenida Euler de Azevedo, no trecho entre a Avenida Presidente Vargas até trecho depois do Detran.

Referente ao Lote II, a Construtora Industrial São Luiz firmou o segundo contrato sobre a obra no valor de R$ 6.106.804,71. O lote é referente a parte rural, em uma extensão de 2,000 quilômetros. A área compreende a via antes do Centro de Pesquisa da Agraer e segue até o anel rodoviário na saída para Rochedo.

Os dois contratos preveem que as obras devem ser feitas em 360 dias consecutivos, contados da data de recebimento da ordem de serviços, que será expedida pela Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos).



até que enfim, até que enfim; Tomara que comecem as obras logo.
 
anderson roque martinez dos santos em 17/02/2016 10:23:48
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions