A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

27/06/2018 11:02

Governo contrata empresa para corrigir projeto "mal feito" da cadeia feminina

Obra foi suspensa há um ano, após inúmeras paralisações, justificadas por erros no projeto

Mayara Bueno
Entrada do Centro Penal da Gameleira. (Foto: Divulgação Agepen).Entrada do Centro Penal da Gameleira. (Foto: Divulgação Agepen).

A Agesul (Agência de Gestão de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul) contratou uma empresa por R$ 466 mil para corrigir o projeto de construção da cadeia feminina, em Campo Grande, suspenso desde setembro de 2017.

Orçado em R$ 12 milhões, o prédio, que terá 407 vagas, começou a ser erguido em na Colônia Penal da Gameleira, mas parou por causa de erros no projeto, elaborado pelo governo federal.

Segundo a assessoria da Seinfra (Secretaria de Infraestrutura do Estado), foram contratados, com a empresa LM Arquitetura, serviços de projetos de instalações elétricas; sonorização; sistema de intrusão e controle de acesso; instalações hidrossanitárias e drenagem; prevenção contra incêndio e pânico, entre outros.

Como boa parte do projeto já foi executada, a empresa vai levantar e analisar o que foi feito e corrigir, se for necessário.

Ainda não se sabe se a construção precisará de mais dinheiro, "somente poderemos concluir o orçamento após a revisão e correção dos projetos".

Após a conclusão, o novo projeto será encaminhado ao Depen e Caixa Econômica Federal. Ainda segundo a Seinfra, não é possível afirmar prazo para liberação de recursos e quando a obra será retomada.

Parada - Em 25 de julho de 2016, o governo prorrogou a paralisação da obra por quatro meses. A Selco Engenharia que construía o empreendimento. 

Na ocasião, a informação do então secretário de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, era de que o projeto tinha sito "mal feito", por parte do governo federal. Já em setembro passado, o governo comunicou a suspensão da obra. 

Até agora, a obra, que recebe recursos federais, custou R$ 2 milhões, mas ainda há em caixa R$ 10 milhões para a finalização da construção.

Obra de R$ 12 milhões de cadeia feminina é suspensa pelo governo
O Governo de Mato Grosso do Sul anulou a licitação para construção da cadeia pública feminina, em Campo Grande. A decisão foi comunicada no Diário Of...
Orçada em R$ 12 milhões, obra de presídio feminino é paralisada por mais 4 meses
Orçada em R$ 12 milhões, a construção da cadeia pública feminina de Campo Grande continuará paralisada por até 120 dias. A prorrogação da interrupção...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions