A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

16/03/2018 16:57

Governo entrega escrituras para 100 famílias do Portal Caiobá

Adriano Fernandes e Kleber Clajus
Iracilda de Fátima Benitez, 57 anos, comemorou a entrega do documento (Foto: Kleber Clajus) Iracilda de Fátima Benitez, 57 anos, comemorou a entrega do documento (Foto: Kleber Clajus)

Foram entregues pelo governo estadual, nesta sexta-feira (16), a escritura de 100 unidades habitacionais no Portal Caiobá, em Campo Grande. As famílias contaram com a isenção do pagamento de taxas cartorárias e ITCD (Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação).

A camareira Vicentina Correa da Silva, 59 anos, se emocionou ao receber o documento que garante a posse do imóvel conquistado através de um programa habitacional. “É um alivio segurar um documento comprovando a minha propriedade”, comentou.

A camareira compõem uma das 350 famílias que vivem nos imóveis há cerca de 15 anos, mas que por falta de condições financeiras não conseguiram lavrar as escrituras dos imóveis. Do total, 90 unidades habitacionais foram escrituradas pelos próprios moradores e outras 140 estão em processo de regularização.

“Vim de Três Lagoas para Campo Grande e aqui eu vou morrer na minha casa”, comemorou a presidente da Associação de Moradores do Portal do Caiobá II, Iracilda de Fátima Benitez, 57 anos, que também recebeu a posse de seu imóvel. Outros sete municípios devem ter o mesmo processo concluído nos próximos meses no Estado.

Conforme a diretora-presidente da Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul), Maria do Carmo Avesani, a meta neste ano é dobrar o número de unidade habitacionais regularizadas. No ano passado, foram beneficiadas 700 famílias.

“Nossa meta esse ano é fazer mais de 1.400 regularizações”, comentou Avessani, que esteve acompanhada no evento por secretários estaduais, o ministro da Secretaria da Presidência da República Carlos Marun (MDB) e o senador Waldemir Moka (MDB).

Marun, por sua vez, ressaltou aos moradores que a escrituração motiva se investir nos imóveis ao se ter a certeza sobre sua titularidade. Já Moka observou que, com ações coordenadas pelo governo e seus parceiros, essa questão deixa de ser moeda política que antes tornava as pessoas reféns de promessas eleitoreiras.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions