A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Maio de 2019

25/04/2019 18:34

Grávida de 8 meses e filho de 7 anos são resgatados após enxurrada

Os dois foram ajudados por motociclista que passava pelo local; moradores reclamam da situação da rua onde tudo aconteceu

Liniker Ribeiro e Paulo Francis
Fiat Pálio atolado em rua do Jardim Noroeste; enxurrada chegou a encobrir veículo (Foto: Paulo Francis)Fiat Pálio atolado em rua do Jardim Noroeste; enxurrada chegou a encobrir veículo (Foto: Paulo Francis)

Grávida de 8 meses, a secretária Franscilaine Oliveira Palácios, de 27 anos, precisou ser resgatada do meio de um enxurrada provocada pela chuva que caiu sobre Campo Grande, na tarde desta quinta-feira (25). Ela conduzia um veículo Fiat Pálio que ficou coberto pela água que acumulou na Rua EW-1, no Jardim Noroeste, em Campo Grande.

No carro também estava o filho de Franscilaine, um menino de 7 anos. Ambos foram ajudados por um homem que passava pelo local e se assustou com a situação. “Eu estava indo buscar minha mãe no serviço, quando vi o carro parado na esquina tomado pela água. Ela (a condutora) e a criança já estavam fora, mas mesmo assim corri para ajudar”, revela o barbeiro Valdenir de Góis Junior, de 28 anos.

 

Valdenir de Góis Junior; motociclista passava pelo local e ajudou mãe e filho (Foto: Paulo Francis)Valdenir de Góis Junior; motociclista passava pelo local e ajudou mãe e filho (Foto: Paulo Francis)

O rapaz ajudou mãe e filho a irem para a beira da via, onde a água já não oferecia riscos. Valdenir estava de casaco e logo ofereceu a motorista, que chegou a acreditar que entraria em trabalho de parto no meio da situação.

Ao presenciar o socorro, um morador da região também se aproximou para ajudar e, com uma coberta, protegeu mãe e filho da chuva.

Equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e prestou atendimento a condutora no local. Minutos depois, Hudson Palácios, agente de saneamento e esposo de Franscilaine, chegou ao local. Segundo ele, a mulher voltava para casa, quando tudo aconteceu.

“Quando eu cheguei já tinha acabado a chuva e ela estava sendo socorrida. Pelo que ela me contou, a chuva não estava tão forte, mas o carro enroscou em galhos e entulhos no meio da rua e, de repente, tudo ficou encoberto”, revelou.

De acordo com os Bombeiros, a mulher foi encaminhada para a maternidade Cândido Mariano para avaliação médica.

Para quem mora na região, esse foi só mais um incidente provocado pela má-condição da via, no local. “É normal chover e ficar assim. Carros sempre atolam e ninguém faz nada pela região. Para ajudar, muita gente vem aqui só para jogar lixo”, revelou um morador, que se identificou apenas como Isaías.

No início da semana, o Campo Grande News esteve no local e registrou a reclamação de outros moradores. Com a chuva da última segunda-feira (22), além de se transformar em um rio, a Rua EW-1 ganhou três “cachoeiras”. No bairro, a maioria das ruas não são asfaltadas e os problemas se repetem a cada chuva.

Hudson, esposo de Franscilaine (Foto: Paulo Francis)Hudson, esposo de Franscilaine (Foto: Paulo Francis)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions