A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

17/06/2013 12:03

Grupo quer que rua com homenagem a ditador ganhe nome de índio morto

Luciana Brazil
Avenidas podem receber nome de indígena morto em Sidrolândia. (Fotos:Cleber Gellio)Avenidas podem receber nome de indígena morto em Sidrolândia. (Fotos:Cleber Gellio)

O nome do índio terena Oziel Gabriel, 35 anos, morto no mês passado, em Sidrolândia, durante conflito entre policiais e indígenas, é uma das sugestões do Comitê Memória Verdade e Justiça de Mato Grosso do Sul para substituir a nomenclatura atual de uma das duas importantes vias de Campo Grande, a avenida Ernesto Geisel e Costa e Silva.

A alteração dos nomes faz parte de um movimento nacional que tenta apagar homenagens feitas a membros da ditadura militar. Na manhã de hoje, durante assembleia do comitê, membros discutiram a proposta.

Entre as sugestões do comitê também estão Honestino Guimarães e Edson Luis, estudantes que se tornaram símbolos de combate ao regime militar no País. Guimarães era estudante da UNB (Universidade de Brasília) e desapareceu em 1973, no Rio de Janeiro. Ele esteve à frente do Diretório Acadêmico da UNB e da Federação dos Estudantes.

Já o paraense Edson Luis foi morto aos 17 anos, no dia 28 de março, 1968. Estudante secundarista no Rio de Janeiro, Edson foi assassinado durante confronto no restaurante Calabouço, no centro da capital carioca.

Ele é considerado o primeiro estudante a ser morto pela ditadura militar. No dia de sua morte, estudantes planejavam uma passeata em protesto contra a alta do preço da comida no restaurante Calabouço.

Apesar de já existirem propostas, a discussão da mudança de nome ainda começa a ter espaço no comitê, segundo Leonardo Machado, representante do DCE (Diretório Central de Estudantes) da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e diretor da UNE (União Nacional dos Estudantes), que propôs a mudança.

“A ideia é que as vítimas da ditadura sejam reparadas moralmente”, explicou.

Na Capital, ainda não há uma lei que aprove a mudança, a não ser por três motivos: quando existe algum logradouro com o mesmo nome, no caso de ser homenagem à pessoa viva, o que não é permitido, ou ainda se expõe os moradores ao ridículo.

“Nós vamos procurar vereadores que possam nos ajudar, apresentando um projeto de lei que autorize a mudança”.

Domingos desaprova a mudança de nomes. Domingos desaprova a mudança de nomes.

Em Campo Grande, a sugestão de Leonardo é fazer uma mobilização popular para a discussão. O grupo pretende reunir nove mil assinaturas para apresentar um projeto de iniciativa popular. A ideia inicial era mudar o nome das avenidas por nomes de personalidades perseguidas aqui no Estado, durante o regime militar, mas o nome do índio terena já surgiu como uma possibilidade.

“Vamos colher assinaturas em atos públicos, universidades, internet e todos os meios possíveis”, frisou Leonardo.

Em São Paulo, a primeira capital a rebatizar o nome de vias que homenageavam autoridades ligadas à ditadura, o prefeito Fernando Haddad promulgou uma lei que autoriza a troca de nomes.

O marechal Artur da Costa e Silva foi o segundo presidente do regime militar instaurado em 1964. Considerado linha dura, foi responsável pela promulgação do AI-5, instrumento que deu ao governo poder de caçar políticos e institucionalizar a repressão e a tortura no Brasil. Já Ernesto Geisel deu início à abertura política e assinou o ato de criação de Mato Grosso do Sul, mesmo assim entrou para a história como homem do regime.

Honestino era estudante da UNB e desapareceu em 1973.Honestino era estudante da UNB e desapareceu em 1973.

Opinião: A mudança divide opiniões pelas ruas, mas ao mesmo tempo parece não fazer muita diferença para a maior parte dos entrevistados. Para o chapeiro Alexsandro Agostinho, 24 anos, não faz "a mínima diferença". Sem conhecimentos históricos, ele diz que a alteração de nomes só complicaria os endereços.

Já o chefe de prevenção Domingos Sávio, 38 anos, defende a permanência dos nomes. "O que passou, passou. Causaria muito transtorno. É uma mudança desnecessária". Ele ainda lembra a mudança de nome da rua Doutor Paulo Coelho Machado, antiga Furnas. "Ninguém fala o novo nome. Não adiantou nada".

Com coisas "mais importantes para se preocupar", Karina Ortiz, 36 anos, não concorda com a mudança. "Tem muita coisa para se fazer em Campo Grande. Isso não é importante".

A vendedora Lucimara Angela, 40 anos, é a favor da mudança de nomes e afirma: "Tudo vale a pena quando é para melhorar".

Ligada ao momento histórico, a estudante Janaína Persa, 20 anos, é a favor da alteração. "Para quem não liga, ou acha que não faz diferença é porque, com certeza, não tem nenhum familiar que sofreu a ditadura. Se parasse para pensar como foi ruim, faria diferença". 

Campanha tenta mudar nomes das ruas Costa e Silva e Ernesto Geisel
O Comitê Memória Verdade e Justiça de Mato Grosso do Sul lança campanha para mudar os nomes de duas das principais vias de Campo Grande, as avenidas ...
Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


Para a estudante Janaína Persa!
Já que você é ligada ao momento histórico e a favor da alteração; fora a participação do Gen. Ernesto Geisel durante a Ditadura Militar, você não reconhece que GRAÇAS A ELE o Nosso Estado foi criado?

Se não reconhece essa parte da história e concorda com a mudança da avenida que o homenageia, tudo bem! Respeito sua opinião. Só não corrija quando alguém falar que você mora no Estado de Mato Grosso e não no Mato Grosso DO SUL.

Outra coisa, o que o índio terena Oziel Gabriel fez pela Capital e pelo Estado?
Se querem e acham justo homenageá-lo, que coloquem o nome dele num lograuto em Sidrolândia (onde foi morto) ou em algum lograuto novo em alguma cidade do Estado.
 
Marcelo Mattos em 19/06/2013 11:08:50
Esse pessoal do DCE da UFMS estão de brincadeira, não é?
O campus está uma BAGUNÇA e ainda esse pessoal querem propor mudar nome das ruas? Faça-NOS o favor!
Peçam melhorias para o campus ao invés desta besteira. Ou prerem continuar c/ banheiros desativados e interditados, estruturas físicas horríveis, falta de seguraça e professores, problemas no HU (para aqueles que cursam Medicina e Enfermagem) ...?

Gen. Ernesto Geisel pode ter participado do Regime Militar, mas foi importante para a criação do Estado de Mato Grosso DO SUL. Nada mais justo a homenagem pela criação do NOSSO Estado.

AQUELES que apoiam a mudança do nome da Av. Ernesto Geisel, NEM DEVERIAM corrigir quando alguém de outro local chama nosso estado de Mato Grosso!
 
Marcelo Mattos em 18/06/2013 11:00:29
Vai arrumar o que fazer.. vai carpir lotee.. kkk
 
FRANCISCO JUNIOR em 18/06/2013 10:37:40
Porque não põe o nome de tão ilustres pessoas como Fernandinho Beira mar que foi humilhado pela policia, há tenha dó vamos gastar o dinheiro com que realmente é preciso: saúde, segurança, escola...
 
Aniceto Rondon em 18/06/2013 10:14:11
NESSA ALTURA DO CAMPEONATO VAMOS MUDAR NOME DE RUA PORQUE O HOMENAGEADO ERA DITADOR? ACORDA IGNORANCIA, QUER MUDAR MUDA VAI, MAS SE COLOCAR NOME DE INDIO MORTO EU MUDO DE ESTADO, É UM ABSURDO OS INDIOS TOMANDO TERRA PRODUTIVA, O MST TOMANDO TERRA PRODUTIVA E OS ADOLECENTES COPIANDO SÃO PAULO NOS PROTESTOS, PIOR QUE ISSO? NOSSO PREFEITO ACHAR BONITO E PARTICIPAR AFINAL NÃO TEM NADA PRA FAZER NA CIDADE NÉ?
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 18/06/2013 10:00:53
Besteira... tanta gente que fez bem mais pelo Brasil e não tem nenhuma homenagem prestada, não que eu concorde com a troca do nome da avenida, mas se for pra trocar assim, deixa como está.
 
Rafael Santana em 18/06/2013 09:56:25
Pelo amor de Deus,trocar nome de ruas que todos já conhecem por nome de quem nunca fez nada pela cidade e pelo estado,concordo até com os nomes de onça pintada que é nosso simbolo,tuiuiu,garça branca,do jacaré,ou do cãosinho bidu da Camila,ou coisa assim mas o de pessoas que nem daqui são,é brincadeira, e acho que é desperdício de dinheiro publico.
 
Teresa Moura em 18/06/2013 09:49:36
Tenha santa paciência!!! Aff
 
Juliana Alves em 18/06/2013 09:30:54
BOM DIA GALERA VENHO E TOMO ESTE ESPAÇO PARA ENGROSSAR A FILEIRA DOS REVOLTADOS PELAS ULTIMAS NOTICIAS QUE QUEREM MUDAR NOME DE RUAS DA NOSSA CAPITAL POR NOMES DE PESSOAS QUE NA SUA INSIGNIFICANTE DE EXISTÊNCIA, NA QUAL NUNCA FIZERAM UM BURACO NA TERRA PARA PELO MENOS PLANTAR UMA ARVORE E AGORA VEEM UNS MENOS QUERENDO SE MOSTRAR, POIS DEMOCRACIA É ISSO E NÃO EM NOME PROMOVER VANDALISMO E AGRESSÕES E OUTRAS ATROCIDADES PESEM MEU POVO...!!!
 
Antonio alexandre em 18/06/2013 09:28:44
PALHAÇADA ISSO! O QUE ESSE CIDADÃO OZIEL FEZ PELO NOSSO PAÍS?????? FAÇA MIL FAVORES NÉ !
 
emerson souza em 18/06/2013 09:13:08
Não concordo, principalmente em relação a Ernesto Geisel. O presidente Geisel pode até ter sido ditador mas foi através das mãos dele que o nosso Mato Grosso do Sul fora criado e isso sim deve ser lembrado e reconhecido.
 
José Eduardo Corrêa em 18/06/2013 09:07:10
Sra vendedora Lucimara Angela, "Tudo vale a pena quando é para melhorar". Melhorar o que?
A senhora tem a minha idade só que eu já li muito a respeito da "ditadura militar" por favor informe-se melhor. Não vá pela cabeça de A ou B. conclua sozinha o que seria melhor para o Brasil em 64. Não sei se tudo que os militares fizeram foi correto, mas foi necessário. Minha esposa esteve em Cuba que é o regime que os "esquerdas" queriam e querem implantar no pais. Vi as fotos de Cuba, um país arrasado e paupérrimo, onde não se tem liberdade para falar nada, onde não se compra nada e tudo depende do governo. Os esquerdas dizem que Cuba é uma maravilha, mas os cubanos preferem se arriscar numa travessia marítima a permanecer no pais. É isso que a senhora chama de melhora? Informe-se vereadora.
 
Alex André de Souza em 18/06/2013 08:48:53
Como já disse em matéria anterior, SOU CONTRA a mudança de nome de rua. No que se refere a Ernesto Geisel, tem que fechar esse córrego para evitar acidentes (queda de pessoas e animais), isso seria uma campanha por uma BOA causa. Agora colocar nome de Índio, francamente...
Trocar nome de rua, não muda a história do nosso País. Se querem homenagear alguém, porque não aquele AMBIENTALISTA, que anos atrás ateou fogo no próprio corpo em protesto a construção de Usinas de cana no Pantanal? agora índio, que só esta fazendo BADERNA...e não produzem nada, NEM CUIDA como é devido do meio ambiente.
 
Neyde de Oliveira em 18/06/2013 08:43:31
Caro Leonardo Machado, PORQUE VOCÊ NÃO PRESTA HOMENAGEM AO ÍNDIO DANDO O NOME DELE AO SEU FILHO ? Nada mais justo, já que você vê tanto valor assim na troca de nome da rua.
O MAIS ENGRAÇADO É QUE NÃO VEJO ALGUMA RUA IMPORTANTE DE CAMPO GRANDE COM O NOME "ALMIR SATER", SEM DÚVIDA O MAIOR EXPOENTE MUSICAL DESTE ESTADO!! (É, eu sei que há uma lei federal proibindo homenagear logradouros públicos com nome de pessoa viva, mas convenhamos, em CG há ponte e rua com nome de quem ainda não morreu).
 
Demis Guedes em 18/06/2013 08:35:46
Estas pessoas que querem mudar o nome das ruas, será que conhece bem a história de Mato Grosso do Sul? Não vai alterar nada na vida das pessoas. O que vai surtir efeito é a baixa dos combustíveis. Tem que fazer manifestações pela baixa dos combustíveis, aí sim não vai aumentar as passagens, os alimentos e outras...
 
Antonio Reis em 18/06/2013 08:24:23
também podiam trocar de nome outros logradouros públicos e prédios também, por exemplo a penitenciaria Hary amorin costa em dourados podia se chamar LULA!!! e bem sugestivo né...
 
flavio garibaldi em 18/06/2013 08:14:24
já que virou palhaçada trocar nome de rua, porque não põem nomes de cães também, a minha rua podia trocar de nome, invés de rua da paz rua bidu!! Eu adorava meu cãozinho e ele não fez mal a ninguém!!!
 
camila resanter em 18/06/2013 08:11:37
PORQUE NAO COLOCAR O NOME DOS POLICIAIS MORTOS POR ÍNDIOS E SÃO 3 2 EM DOURADOS E 1 EM DORADINA ESCOLHA UM DESSES
 
JOSE NOVAES em 18/06/2013 07:55:23
Sou contra as mudanças do nome das avenidas, acho que tem coisas mais importantes para se preocupar como melhorar a saúde, o ensino público, segurança... Esse povo não tem o que fazer mesmo, isso só vai gerar transtornos para os comerciantes dessas avenidas e confusão para população. Se for fazer abaixo assinado fazem por coisas mais uteis...
 
Ulisses Silva em 18/06/2013 07:55:15
Essa é a proposta mais ridícula que ja vi!
 
Lucas Lemos Monteiro em 18/06/2013 07:47:56
Leonardo Machado, tanta coisa a ser feita em nossa cidade e você se ocupando com tão pouco. Não desperdice seu tempo com coisas pequenas. Mudar o nome de ruas não vai trazer nenhum beneficio para o povo. Só transtorno. Mas, caso consiga realizar essa façanha, vou deixar algumas sugestões de nomes. A Av Ernesto Geisel pode receber o nome de AV. PRESIDENTA DILMA ROUSSEFF, afinal, ela também foi VITIMA do regime militar. Ou Av PRESIDENTE LUIZ INÁCIO DA SILVA outra VITIMA do militarismo.
Você também pode homenagear pessoas aqui de Campo Grande, por exemplo, Av. JOSE CARLOS DORSA vitima de calúnia, ou, Av.BETINA SIUFI ou ainda pode ser Av. CARLOS ALBERTO SIUFI. Leonardo, não gaste seu precioso tempo com projetos que não levam a nada..."Como diz o Nico e Lau.. pega inteligencia".
 
Noeli Negri em 18/06/2013 01:19:46
Não acho que seja necessário alterar o nome da avenida, pois seria um processo complicado, mas seria muito bom que as próximas vias da cidade não tivessem referências a militares polêmicos como esse, sob o governo Costa e Silva foi promulgado o AI-5, que lhe deu poderes para fechar o Congresso Nacional, caçar políticos e institucionalizar a repressão e a tortura, sendo que no seu governo, houve um aumento significativo das atividades subversivas, mas não seria coerente a mudança de um nome tão antigo na via.
 
Flavio Rodrigues em 18/06/2013 00:35:19
Idiotas do Kremlin quando tomaram o poder, também tentaram apagar a história dos Czares da Rússia, daqui a pouco vão querer mudar o nome do parque Airton Senna pelo de José Carlos dos Reis Encina, o Escadinha proponho também, ou José Rainha Junior. Comandante Fidel e outros...
 
Anderson Souza em 17/06/2013 23:39:01
Absurdo!!! esse povo não tem mais o que fazer mesmo... a dois meses atrás na cidade de Douradina-MS próximo a Dourados um bando de indígenas mataram um produtor rural a golpes de facão em sua cabeça, amarraram suas mãos para traz e filmaram o coitado sangrar até a morte... e agora um indígena leva um tiro e morre alguns "idiotas" querem beatificá-lo...

Vejam o vídeo e depois tomem suas conclusões...
 
Antonio Galan em 17/06/2013 23:07:41
depois que o Regime Militar acabou o número de homicídios subiu 600% !!! sim! 600% , parabéns pela DEMOcria.
 
Frederico Lopes em 17/06/2013 22:46:09
Com todo respeito aos autores da ideia. Em primeiro lugar, como bem disse o Roberto Zarour, mudança de nome de rua implica em despesas com regulamentação de documentações de empresas, etc. Em segundo lugar tenho a certeza que vai ocorrer o que aconteceu com as Avenidas Marechal Deodoro e Coronel Antonino. A Lei mudou os nomes, todavia, para a população elas continuam Marechal Deodoro e Coronel Antonino. Sugiro que os "iluminados" autores do projeto proponham junto a quem de direito que os nomes dos seus "ilustres" constem nas ruas de novos bairros a serem criados na Capital. Mudança de nome de rua? SOU CONTRA.
 
Lenirdo Pedroso de Almeida em 17/06/2013 22:16:23
O SER QUE TEVE ESTA IDEIA É UM VERDADEIRO IDIOTA, VAI SE PREOCUPAR EM TRABALHAR E TENTAR RESOLVER TANTOS PROBLEMAS QUE TEMOS EM NOSSA CIDADE, ESTADO E PAÍS.
 
REMI PAULO em 17/06/2013 22:05:56
Por que não homenagear os cidadãos honestos que foram mortos pelos terroristas comunistas da esquerda que lutava por implantar uma ditadura no comunista no país? Eles também não têm direito à memória, ou será que Marighella, Lamarca, entre outros bandidos facinorosos queriam democracia no país? Houvesse esses monstros implantado a ditadura comunistas e os mortos se contariam aos milhões, e não as poucas centenas que comprovadamente foram mortos pela ditadura militar. Miremos os exemplos de Cuba - 100 mil mortos; Ex-União Soviética - aproximadamente 35 milhões de mortos; China - aproximadamente 70 milhões de mortos; Coreia do Norte - aproximadamente 1 milhão de mortos; Camboja - 2 milhões de mortos. Esse é o saldo que o comunismo deixou no século XX.
 
Roque Cunha em 17/06/2013 21:48:10
Esse cara ta querendo o que? fazer trote fora de época? Pelo amor de Deus, vai estudar rapaz, vai tomar tereré como poucos estudantes igual a você quando não tem o que fazer, faz... Deixa a nossa cidade em paz, ou então, porque não batizar esse diretório com tal nome, acho que ficaria muito bem e o nossos irmãos indígenas ficarão muito feliz com tal homenagem,que tal???
 
Anderson Roque em 17/06/2013 21:47:06
eu acredito que quem criou essa ideia seja uma pessoa muito oportunista!!! se não existisse e então essa dita!!! ditadura sem duvidas o comunismo teria entrado em nosso país... e todos sabem o fim que tiveram os países que aderiram ao comunismo!! foi a pior catástrofe !!! então a ditadura teve sim seus méritos... para a época foi a unica alternativa para evitar uma guerra civil!!! mas esse pobre coitado que inventou essa ideia... deve ser um desinformado e esta só querendo se aparecer !!!! mas devemos reconhecer que gente que joga sujo existem em toda categoria de pessoas inclusive em se tratando de gente desocupada!!!!
 
paulo da costa silva em 17/06/2013 21:35:51
C U I D A D O!!! o VULCÃO, só está adormecido.
 
Luciano Rosa em 17/06/2013 21:21:32
Mas já eram ruas tão conhecidas, já faz parte de nossa cultura. Homenageie eles em ruas novas, não nas que já existem.
 
Christiane Mesquita em 17/06/2013 21:14:59
Pra quem não sabe foi o General Ernesto Geisel quem criou o Mato Grosso do Sul. Então querem apagar o nome de uma das figuras mais sérias da história politica do Brasil só por revanchismo politico??
 
Nelson Silva em 17/06/2013 21:08:23
Olha este DCE da UFMS é uma "PIADA". Restaurante dos Acadêmicos uma bagunça, gente que precisa almoçar não foi selecionada, alas sem banheiros, pichações, uma aluna teve sua carteira "furtada" dentro da biblioteca e meu filho teve um livro também furtado de dentro de sua bolsa no mesmo local, e ainda querem que ele pague o tal livro e estes lunáticos querendo mudar nome de ruas. Primeiro deveriam "arrumar "dentro de casa ou seja a UFMS, isso sim e depois tanto se fala em aumento de passagem e coisa e tal, só lembrando que em Campo Grande é uma das poucas cidades em que "estudante"anda de graça, então esta não cola. Vamos "reformular a UFMS" depois pensaremos em mudar nome de rua né....
 
Ricardo terra lemos em 17/06/2013 21:08:22
Estes universitários da UFMS, vão carpir um terreno, lutar por algo que vai fazer a diferença para todos. Dar nome de gente que ñ se sabe que é ou que foi só por que morreu em um período de nossa historia, gente lutem pela punição dos ladrões do mensalão que estão solto até hoje e rindo de nossas caras, e podem sair impunes e RICOS. Nome de índio que invadiu fazenda? que atirou contra os policiais que estavam cumprindo ordem judicial? Faz favor é muito falta de motivo para lutar. Esta é minha opinião.
 
Ramão Rodrigues em 17/06/2013 20:57:55
Então poderiam também homenagear o produtor rural assassinado pelos índios em DOURADINA, os policiais civis assasinados tambem por índios, homenagear as crianças que morrem de fome, os trabalhadores que morrem indo para o serviço, os idosos que morrem por falta de leitos em hospitais, ele não foi nenhum martire,nenhum herói,no cotidiano temos muitos heróis e heroinas,os negros que foram traficados e escravizados,as vitimas do holocausto,deveriam é instalar uma cpi na funai e acabar com essa onda de invasão,depredação,imposição e queima queima que os indios fazem,milhares de herois morrem todos os dias e não se ve o nome deles estampados em ruas,são apenas estatisticas,ou seria isso uma jogada para as próximas eleições?porque indios são imunes as leis,mas não ao voto
 
ney fernando em 17/06/2013 20:51:56
PALHAÇADA!!!! MAIS PALHAÇADA AINDA TROCAR PELO NOME DESSE ÍNDIO...
 
Ricardo Sadyama em 17/06/2013 20:27:19
ESPERO QUE OS VEREADORES NÃO SE PRESTEM A MAIS ESSA "RIDICULARIDADE".
 
Estênio Seaone em 17/06/2013 19:58:52
Só podem estar de sacanagem!!!! Deixa o nome da rua como está e pronto!!! vão arrumar o que fazer!!!
 
MARCOS NOGEIRA em 17/06/2013 19:43:52
kkkkkkkkkkkkkk.... a que ponto chegamos! Por que outros que morrem vitimados por outras causas não são lembrados também para nomes de ruas?
Ah, poupem-nos!
 
João Dantas em 17/06/2013 19:27:30
Sou contra pelo simples motivos, vai gerar custo para a população, nossos vereadores já não gostam de trabalhar e vocês ainda estão dando mais uma
coisa para eles ficarem enrrolando, a furnas mudou de nome e eu chamo ela
de antiga furnas como muita gente, assim como chamo a E. Geisel de Norte Sul.
E outra coisa tem muita gente bem mais importante que este indio que morreu num conflito por culpa do governo, neste ponto eu concordo em não homenagear nenhum politico nem com rua, prédio e praça. Mas como o mal já tá feito bem que combina a av. E. Geisel é uma porcaria que vive caindo para dentro do córrego sem falar que fede e a Costa e Silva é um lugar degradante, perigoso e ponto prostituição.

 
Ricardo Souza em 17/06/2013 19:21:16
Que vergonha, eles tem que se preocupar com rua que nem asfalto ainda tem afff' To começando a ter vergonha de ter nascido em Campo Grande/MS, onde tudo aumenta, e a população aceita como se nós não tivéssemos nada a ver com isso, pra quê que nós pagamos impostos nessa cidade?! Pra nada?! Pra nos roubarem na cara dura mesmo?! Vamos agir Campo Grande/MS!!!!
 
Everton Teixeira' em 17/06/2013 19:18:20
ao invés de se preocuparem com o nome da avenida Ernesto Geisel, deveriam se preocupar com a revitalização da mesma, que em vários pontos está desmoronando a cada dia que passa, a cada chuva...
 
Victor Hugo Buss em 17/06/2013 19:11:38
é muita sacanagem isso, um índio que morreu em Sidrolândia vai mudar nome de uma rua em Campo Grande, vai tirar o nome de um pessoa que fez historia de verdade, por uma pessoa que queria tomar terras. Manda esse grupo ir trabalhar.
 
Kedima Guimarães em 17/06/2013 19:00:18
Ta de brincadeira né? O que esse índio fez de importante para a história do nosso País, da nossa Capital? E o outra pra que mudar o nome dessas ruas de que vai adiantar?
Ta na hora de acordar e se preocupar com coisas que devem ser mudadas, melhoradas como a saúde, a educação e deixar de ser idiota propondo uma coisa dessa.
 
Jéssica Pereira em 17/06/2013 18:40:39
Quanta PALHAÇADA tai aqueles que votamos e que prometeram lutar por dignidade, saúde, moradia entre outros... Sendo que na verdade estão preocupados com nomes de rua, praças e gastar nosso dinheiro com viagens e para uso próprio. Uma vergonha!! Isso é Brasil
 
Edson Junior em 17/06/2013 18:40:01
Será que não tem alguma coisa mais importante pra fazer ???
absurdo trocar nome das ruas...
 
cleo de moraes em 17/06/2013 18:21:54
Na boa... Num tem nada mais importante para fazer mesmo!!! Que tal esses que se importam tanto fazerem um abaixo assinado para recapearem as duas avenidas que estão em péssimo estado!! Na boa tem momentos que a ditadura faz falta!
 
Caio Prado em 17/06/2013 18:10:08
Que tal homenagear também os companheiros que sobreviveram à ditadura militar, José Dirceu, José Genuíno e outros que estão ai dilapidando o pais.
 
JOSE CARLOS JR em 17/06/2013 18:02:49
Não concordo com essa prática de mudança de nomes de ruas e avenidas, querem colocar nome, de quem quer que seja, tem muita rua sem nome na cidade além daquelas que estão sendo abertas em novos loteamentos, porque mexer somente em nomes de militares que por bem ou mal que fizeram, o fizeram para assegurar o direito do cidadão de ir e vir, garantir o direito de uso patrimonial, movimentos que tentam mudar a história, um povo sem história é uma povo sem memória, querem fazer alguma em beneficio, façam programas que beneficiem a sociedade, vão fazer visitas nos asilos, deixem o que já esta feito em paz, pessoas amargas vivem do passado, porque não dar nomes aqueles militares que foram mortos defendendo o que achavam certo cumprindo seu dever. Vamos olhar o futuro e deixem o passado, já foi.
 
EDSON CHAIA em 17/06/2013 17:54:13
porque eles não botam o nome da OCA deles com o nome do indio?
que que querem no meio da cidade. pfff
 
bianca martins em 17/06/2013 17:44:33
não concordo com o nome do índio morto em Sidrolândia, ele é um invasor de terras legalmente registrada.Temos coisas mais importantes a fazer do que ficar trocando nomes de ruas, educação, saúde, segurança, transporte vai muito bem e políticos que estão só querendo levar vantagens perante o cidadão,
 
hermenegildo sanchik tulio em 17/06/2013 17:40:48
isto é uma palhaçada
 
MICHELLA BLANCH em 17/06/2013 17:34:51
Absurdo mesmo, querem homenagear o índio, existem Ruas novas para serem nomeadas, agora ter a brilhante idéia de apagar um passado que existiu, trocando nomes de ruas é um pouco de mais, se querem se mobilizar achem um motivo mais contundente como a saúde por exemplo. A e aproveitem e coloquem uma rua com o nome do pecuarista assassinado a sangue frio pelos índios.
 
João Eduardo Costa em 17/06/2013 17:20:36
Enquanto se discute nome para as ruas.... a saúde pública fica para trás!
 
Cristiane Lima em 17/06/2013 17:20:12
É mesmo uma palhaçada de gente desocupada. Daqui a pouco estaremos homenageando guerrilheiros ladrões, Fernandinho Beira Mar e assim por diante. Façam o favor de procurar trabalho sério! Os presidentes militares foram duros com os comunistas guerrilheiros que pretendiam nos impor um regime como o de Cuba, não roubaram, não ficaram ricos, não desviaram verbas. Mato Grosso do Sul passou a existir graças ao ex-Presidente Ernesto Geisel. Edson Luiz e Honestinho eram comunistas guerrilheiros,...E que índio que nada, eles roubam, atacam, matam e se fazem de vítimas.
 
nilza caruso em 17/06/2013 17:13:03
Não concordo com mudar nomes de rua por um motivo muito simples: toda mudança gera custos aos proprietários de imóveis da rua, principalmente comércios, que tem que atualizar todos os cadastros junto a Receita, Agenfa, Junta comercial, etc, etc, etc, além de cartórios, etc, etc. Tudo isto tem custo!! Querem homenagear o índio, que coloquem o nome dele na próxima rua ou avenida que for CRIADA!!!, ou seja, um logradouro novo. E tem mais, não é porque os generais foram símbolos da ditadura que temos que limar os nomes deles da nossa vida. É preciso que eles permaneçam para nos lembrar que a ditadura existiu, e nos preparar para a próxima, que será vermelha desta vez...
 
Leandro Moura em 17/06/2013 16:38:14
Nao concordo, isso e o fim do mundo fazer um negocio desse, isso nao existe... colocar nome de indio que ninguem conhece ou conheceu...
 
Jorge Luiz em 17/06/2013 16:37:25
Querer apagar nomes que fizeram parte da nossa História porque a ala esquerda que hoje saqueia o nosso pobre País não quer se lembrar que um dia existiram pessoas que os impediam de chegar onde queriam, ou seja, nos cofres e no poder, é o cúmulo do absurdo e pior homenagear Índio que morreu desobedecendo Lei e Ordem é para acabar mesmo !!!
 
José Carlos dos Santos em 17/06/2013 16:31:35
Isso aí é uma forma simples de mostrar que "fez alguma coisa durante o mandato". Pois mudar nome de rua é projeto de fácil aprovação.
 
Thais Sampaio em 17/06/2013 16:26:55
Da um nome de alguma aldeia pra ele e ta tudo resolvido !! Vao carpir lote poooo
 
paulo eduardo sandim em 17/06/2013 16:26:17
Parece que não tem mais nada importante para fazer ou sugerir!!!! Não é simplesmente trocar o nome da avenida seja lá qual for o motivo, isso tudo acarreta custos para toda sociedade desta via, todos terão que se adequar, a começar pelos documentos fiscais, lista de endereço e telefone, panfletos de propagandas, etc, etc... Quem pagará por isso???
 
Marcílio dos Reis em 17/06/2013 16:16:17
Não vejo nenhum motivo para tanto alvoroço, só por que morreu em confronto com a policia, confronto por não cumprir determinação Judicial, porque não cumpriu esses índios são aculturados, tem que cumprir as leis do pais tanto quanto os brancos, ou então pagará o preço da rebeldia. Por que não dão a mesma importância para o índio que a mulher dele o matou a facadas, foi um crime ainda mais cruel e covarde, que matou o índio embriagado.
 
porfirio vilela em 17/06/2013 16:10:05
Nem ia comentar, mas vou aumentar o coro que discorda dessa iniciativa descabida e de quem não tem nada melhor pra ocupar seu tempo, do que ficar propondo mudança de nome de rua. Concordo com muitos que estão indignados por haver tanta coisa pra se preocupar e fazer pela cidade, pelo estado e pelo país, e ficam com essa história de desocupado com cunho revanchista.
 
Adriano Magahães em 17/06/2013 16:09:10
Esse povo não tem mesmo o que fazer, eu particularmente sou contra, isso vai trazer transtornos para os comerciantes e moradores nas avenidas, e confusão para população, isso já está virando "frescura" desse povo, deixa o nome das avenidas do jeito que está, e vão achar coisas que realmente resolvam os problemas atuais da população.
 
Ulisses Silva em 17/06/2013 16:05:47
Cada uma, hein??? Deviam se preocupar é com a bandidagem solta, e não com troca de nome de rua... Ô povo sem noção!
 
Ecila Lima em 17/06/2013 16:04:26
PALHAÇADA !!! COISA DE QUEM NÃO TEM O QUE FAZER.
 
Marcos Figueiredo em 17/06/2013 15:59:29
Tá tudo errado, indio quer apito se não der pau vai comer, manda este povo arrumar outra coisa para fazer e não desviar a atenção do publico com imbecilidades.
 
silvio silverio em 17/06/2013 15:58:20
Acho que deve mudar sim tem um monte de gente que fez algo de muito importante p o Brasil e foi esquecido. É hora de homenagear essas pessoas.
 
getulio siqueira em 17/06/2013 15:54:26
É um absurdo essa ideia, trocar o nome de um General, que foi bem ou mal, um Presidente da República é um desrespeito. Os militares cometeram muitas besteiras na época da ditadura, mas tbém fizeram coisas boas, como modernizaram o país, construíram estradas, hidrelétricas, estimularam as Industrias. Esses ativistas tem que procurar o que fazer e ser útil a sociedade de outra forma, com trabalhando.
 
Roney Costa Cunha em 17/06/2013 15:47:36
Conta outro vai... gente que não tem o que fazer e sem noção
 
Adriana de Menezes em 17/06/2013 15:47:16
Meu deus, que absurdo!!! Quem foi esse índio?? Ganhar nome de rua só pq morreu? Fala sério ... não aguento mais tanta insanidade ..vamos proteger os trabalhadores, vamos homenagear o cidadão decente que produz, que trabalha. A partir do momento em que os índios passarem a trabalhar duro como nós ao invés de viverem de favor, ai vou apoiá-los.
 
Claudia Ribeiro em 17/06/2013 15:43:26
Poderiamos aproveitar a proximidade do Santo Papa e canonizar o indio, seria o primeiro santo indio de MS. faria mais sentido, só não esqueçam de que o laudo aponta para um fogo amigo por parte dos indios, morto com uma arma calibre 22.
 
Horlando P. de Mattos em 17/06/2013 15:42:55
Agora querem mudar o nome das avenidas mais famosas da minha cidade para "desmilitarizar" o país. Ah, vou dar um lote pra estas pessoas carpirem, quem sabe assim fazem alguma coisa útil!
 
MARCELLE F MIRANDA em 17/06/2013 15:27:33
Como é facil querer homenagear quem não conhecemos e ser "maria vai com as outras". O quanto custa mudar um nome de uma rua simplismente, porque fulano de tal fez parte da ditadura brasileira, ou porque um índio foi morto pela polícia, sendo assim Portugal e Espanha só teria nome de índios nas ruas, pois eles esterminaram civilizações. Também não podemos esquecer da Presidente Dilma, do Lula, do José Dirceu, do J. Genuino, eles também foram torturados pelos militares, perseguidos pelo DOICOD, etc, acho que deveriamos mudar o rumo das nossas escolas, hospitais, etc, tanto lugar para gastar tempo e dinheiro.....
 
Sidnei Arioza em 17/06/2013 15:25:41
Que absurdo querer mudar os nomes da ruas agora vcs. não tem ok fazer?????? olha para a saúde que necessita de ATENÇÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!
 
maria inacia rocha em 17/06/2013 15:24:02
Isto é piada?
 
Rogelho Massud Junior em 17/06/2013 15:16:40
Isso é coisa de pessoas sem informação alguma. País que não tem história, não tem memória,... também, com o tipo de educação do país, quisera essas pessoas que não possuem informação. SOU CONTRA A MUDANÇA. TEMOS QUE PRESERVAR A HISTÓRIA DO NOSSO PAÍS. CHEGA DE BAGUNÇA!
 
Eduardo Semir em 17/06/2013 15:12:35
Na minha opinião nada contra lembrarmos tais nomes.
Mas dai trocar nomes de Avenidas tradicionais como as citadas Ernesto Geisel e Av.Costa e Silva, isto só trará prejuizos para a história da nossa cidade.
Basta as avenidas que já foram mudadas apenas para prestigiar um ou outro segmento da sociedade.
Tudo feito as escondidas.
Campo Grande possui muitos loteamentos em formação e muitos prédios para que possa ser feita estas homenagens.
 
admilson custodio em 17/06/2013 15:11:26
É falta do que fazer,se estão sem serviço fica pensando em trocar o nome da rua ,faz o favor vai carpir um terreno,vai ver projetos que possam melhorar nossa escolas,nossos postos de saude,um vão procurar o que fazer que seja util para os campograndeses,agora se preocupar como nome de rua a é muita pouca vergonha na cara mesmo.
 
jessica ardaya em 17/06/2013 15:06:32
Pensa numa cosa irrelevante....vamos homenagear os soldados que morreram tentando barrar esses comunistas vermelhos que estão no poder nos dias de hoje, que naquela época queriam nos empurrar goela abaixo o regime cubano. Jovens, pensem no que estão fazendo hoje, tem problemas mais relevantes para se erguer a bandeira. Por enquanto vocês são uns trouxas manobrados, enquanto a turma do Lula enche os bolsos com tudo que é dinheiro de nossos impostos.
 
Paulo Bonsini em 17/06/2013 14:56:53
Tem coisas mais importantes para se fazer, larga mão de mudar nome de av. muito mais colocar nome de indio e de anarquista, nós temos pessoas no governo que roubavão bancos e faziam sequestros na mesma época e ninguem fala nada, pelo contrario ainda faz homenagem.....
 
marco silva em 17/06/2013 14:53:49
É um absurdo as sugestões propostas por este grupo....Estão querendo brincar com os nomes das ruas de nossa capital.
 
Jair Lima em 17/06/2013 14:43:17
Mudar o nome de ruas tão amplamente utilizadas vai gerar confusão. E, muito provavelmente, os nomes antigos continuarão sendo utilizados, pelo menos verbalmente. Fala-se que quem não liga não teve familiares que sofreram com a ditadura, só que com isso querem dizer que não tiveram um familiar estudante revolucionário que foi perseguido. E as pessoas que tiveram familiares feridos quando os praticamente santificados estudantes revolucionários "expropriavam um banco pela revolução"? Essas nunca são lembradas. Na época da Ditadura, ambos os lado cometeram excessos. Isso é um fato. Mas, devemos lembrar que a Anistia foi AMPLA, GERAL E IRRESTRITA. Assim sendo, devemos sim lutar por coisas mais relevantes em vez de perder tempo com nome de ruas.
 
Mayara Lopes em 17/06/2013 14:42:45
Tirar nome de ditador e colocar de índio morto? E os fazendeiros mortos? Se for prá mudar, sejamos imparciais: coloque Av. Tuiuiú, Av. Jacaré, Av. Arara Azul... vamos homenagear nosso Pantanal. E aos que querem essa mudanças, vão procurar causas mais importantes. Criticam o passado querendo IMPOR suas próprias ideologias.
 
Lene Pereira em 17/06/2013 14:41:32
Nao acho necessidade, isso so vai e causar transtorno para aqueles que moram nessa ruas, caso a mudança seja feita (em primeiro lugar a pesquisa deveria ser feita nesses locais). Sei que é importante homenagear o perseguidos pela ditadura, mas em vez de mudar nome de rua porque não levanta um monumento. Essa ruas são muito importante para a capital a mudança de nome so vai gerar confusão. Acho que esse DCE/UFMS deveria e buscar outras alternativas e fazer passeatas para algo mais importante, como transporte publico mais seguro, mais linhas de ônibus, ruas sem buracos, mais bibliotecas com mais variedades de livros etc.
 
Juliana machado em 17/06/2013 14:38:56
O Povo brasileiro,não quer saber destas coisas,ou seja,quem foi a pessoa que leva o nome de determinada rua,isto tudo cheira à politica,inútil, deixa como está,pois as pessoas já conhecem a via como Costa e Silva.
 
antonio costa em 17/06/2013 14:37:31
Olha ! Isso é uma palhaçada ! Quem é esse índio ? O que ele fez pela humanidade ? Ganhar nome de rua é um pouco demais !!! Por outro lado os nomes que homenageiam as personagens da ditadura fazem parte de contexto histórico. Se negativo, fo...-se , mas faz parte da história ou querem fazer uma lavagem cerebral em todas as pessoas para esquecê-la_ a história_ . As avalanches de protestos atuais são bem vindas e as apoio, porém há outras portas da sociedade que precisam ser abertas ... a osmose não serve pra alguns casos ....
 
Rodson cleiver em 17/06/2013 14:36:08
Não concordo com a mudança, acho que temos coisas mais importantes pra nos preocupar se for homenagear todos que merecem ser homenageados teremos que trocar o nome de muitas ruas e avenidas.
 
Jurema de castro em 17/06/2013 14:34:27
Se isto acontecer mudo de cidade!! Nomear uma avenida com nome de pessoas que provocam desordem na sociedade, que não respeitam o direito de propriedade, que utilizam de vandalismo contra o patrimônio privado, que burlam documentos para se enquadrarem em uma classe e adquirir terras sem custo... seria o maior absurdo que existiria na história!!!!
 
Antônio Carlos Silva em 17/06/2013 14:33:39
Só faltava essa. Primeiro as terras são deles, agora um morre em Sidrolandia e querem muda o nome da rua da minha campo grande ??? que mude la em sidrolandia ué..
 
Roberto rodrigues em 17/06/2013 14:23:31
Incluiria também a Rua Filinto Muller para essa alteração...
Foi um dos maiores assassinos da ditadura brasileira!
 
Sergio Junior em 17/06/2013 14:21:27
Isso, e continua gastança do dinheiro público.
 
ricardo rodrigues em 17/06/2013 14:12:06
PORQUE NAO LEMBRA O NOME DO PECUARISTA QUE OS INDIO MATARAN A SANGUE FRIO, AMARRADO SEM TER A MINIMA CONDIÇAO DE REAGIR.
 
JULIO CESAR em 17/06/2013 14:04:00
Nossa com tantas coisas pra fazer tem gente preocupada em mudar nome de rua.. Francamente acho um absurdo, e não é porque não tive nenhum familiar na ditadura...Engraçado porque não mobilizam pra conseguir vacinas gratuitas pra população, mobilizam pra ajudar reformar escolas, criar hortas em escolas e creches pra que seus filhos tenham acesso alimentação mais saudavel...Agora mobilizar pra mudar nome de rua...
 
REJANE CAMESCHI em 17/06/2013 13:52:08
ridiculo porque nao fazem movimentos p acabar com os corruptos do brasil??? isso e coisa de desocupado.....
 
epamiondas novaes em 17/06/2013 13:51:11
Pelo visto a casa está em ordem!!! contas em dia, saúde uma beleza, ruas sem buracos, postos com remédios e médicos, segurança 100 %. Só pode estar assim mesmo, para não terem nada tão importante para fazerem e ficarem se preocupando com nome de rua!! Hàaaaa,,,, por favor né srs. Dá um tempo!!1
 
Gilberto Oliveira em 17/06/2013 13:50:24
REALMENTE O BRASIL E UMA VERGONHA,VCS SAO MUITO IDIOTAS DESOCUPADOS QUE DIFERENÇA VAI FAZER EM MUDAR O NOME DE UMA VIA ,NAO VAI TRAZER A VIDA DE NENHUM DELES DE VOLTA E SO VAI CONFUNDIR AINDA MAIS PRA QUEM MORA AQUI TANTO PRA QUEM VEM AQUI QUE TAL,BAIXAR O PREÇO DO ONIBUS,CONTRATAR MAIS MEDICOS A SAUDE TA UM CAOS, A ERNESTO GEISEL TA CAINDO ATE ACONSELHO FICAR DO LADO DIREITO DA VIA PORQUE A ESQUERDA SO TEM ABISMO,OS IMPOSTOS OS MAIS CAROS DO BRASIL E TALVEZ DO MUNDO ,ENTAO COM CERTEZA TEMOS COISAS MAIS IMPORTANTES PRA FAZER SEUS DEMAGOGOSSSSSSSSSSSSSSS DESOCUPADOSSSSSSSSSSSSSSSSSSS
 
JOAO BATISTA em 17/06/2013 13:43:19
É o cumulo do absurdo estes PTista quererem fazer baderna no Brasil só falta dar o nome de jose genoino, palocci,jose dirceu .Agora um índio não aceita uma decisão judicial é morto com uma bala de 22 e tira um nome de um ex-presidente.Logo querem uma pro pai do mensalão!!!!!!
 
Pedro Barbosa em 17/06/2013 13:43:14
É MUITA FALTA DO QUE FAZER....IMAGINA O TRANSTORNO PARA AS EMPRESAS QUE TÊM COMERCIO NAS AVENIDAS PARA TAL MUDANÇA.....
 
Thiago Miranda em 17/06/2013 13:30:06
Manda esse povo carpir um lote... Ou lavar uma louça. Pelamooor, né? Afffff!
 
Alexandra Rocha de Oliveira em 17/06/2013 13:28:52
Estes bandos de incompetentes que criam Ongs, Associações e Comitês, sempre com o intuito de receberem verbas públicas, agora querem colocar o nome de um invasor de terras numa avenida importante desta cidade. Para que os índios querem terras? Para produzir oque? Meia dúzia de pés de mandiocas ou para degradarem como fazem com milhões de hectares cedidos pelo governo neste Brasil afora. Querem viver como índios, então que o governo cedam uma parte da região norte (florestas) e deixem eles lá sobrevivendo da caça e da pesca. Quanto aos governos "ditadores" não conheço nenhum deles que com 8 anos de mandato ficaram milionários como nos atuais governos democráticos.
 
Marcos Costa em 17/06/2013 13:26:25
Mudar nome para homenagear pessoas que sofreram algum tipo de represaria é muito bonito.
Mas quem irá pagar as mudanças de endereço de cada empresa nas ruas citadas no texto.
Mudança de endereço configura, alteração cadastral, nos correios, na prefeitura bem como no estadual, isso deve custar uma grana para elas. Quem irá pagar??? As empresas ou o governo(povo)???
 
Roberto Zarour em 17/06/2013 13:26:00
Ruim mesmo é ver uma moça como essa janaína, que nasceu ontem, tomar por verdade aquilo que lhe convém. Por causa de pessoas como ela é que há 8 anos estamos sob as garras de uma ditadura vermelha disfarçada que está saqueando o brasil a todo o vapor. Mocinha, o culto é aquele que conhece todos os lados de sua história, com sensatez e senso crítico. Se for assim vamos homenagear os soldados que deram suas vidas para que o Brasil de hoje não estivesse pior....assim como Cuba. Procure estudar a verdadeira história do golpe de 64.
 
Paulo Bonsini em 17/06/2013 13:20:19
MS só é MS graças ao governo militar. Fronteira agrícola e a BR163 trouxeram desenvolvimento. A divisão do antigo MT era algo almejado desde o inicio do século XX, já que a região Sul nunca recebera a devida atenção do Norte. Nos envolvemos na revolução constitucionalista, ao lado de SP para conseguir a divisão, e mesmo assim não conseguimos, apesar de, por alguns dias, ter existido o Estado de Maracaju. Foi o Gen. Ernesto Geisel que instituiu a lei Complementar n 31, criando o novo estado de Mato Grosso do Sul. Merece sim, nossa homenagem. O resto é conversa de comunista de gabinete.
 
João Pereira Alves em 17/06/2013 13:19:25
Acho um absurdo essa proposta de mudar o nome dessas Ruas de Campo Grande. Acho que hoje está faltando um Presidente que tenha pulso de ferro para comandar este País que está entregue äs mãos de fanfarrões, ladrões, grupos de baderneiros e políticos desmoralizados. Existe tantas coisas a fazer de que simplesmente mudar nome de ruas de nossa Capital. Chega de Corrupções e políticos bandidos. Pra frente Brasil.
 
José Torraca em 17/06/2013 13:15:26
Isso é um absurdo, com tantas coisas pra se fazer, querer mudar nome de rua. alias quem é essa pessoa na ordem do dia e o que fez de importante pra colocar o seu nome em uma rua importante de Campo grande.
 
Paulo Sérgio Sovernigo em 17/06/2013 13:09:00
Acho que as pessoas nao tem mais nada para fazer, acho que temos tantas coisas a se preocupar do que mudar nomes de rua! Pelo Amor de Deus!!!
 
Camila Rezende em 17/06/2013 13:04:08
isso e uma palhaçada já tem muita coisa para mudar no estado e na nossa capital agora mudar nome de rua fala serio
. se e o regime militar estivense nos dia de hoje não estaria essa bagunça que esta
 
paulo sergio em 17/06/2013 12:57:05
Esse Movimento Nacional, tem é que orientar o povo indigena, a não invadir propriedades produtivas, mesmo que seja declaradas deles (indios) deixe que a Justiça resolva, e pare também de querer enfrentar a PM, e não colocar nome de rua dos indigenas mortos.
E se for dar nome de indio morto, que seja na cidade ou estradas onde aconteceu os fatos e não na Capital, que não tem nada a haver com isso. EITA POVO FOLGADO.
 
João Santos em 17/06/2013 12:55:41
vamos trabalhar gente... tem muita coisa mais séria e urgente para ser feita neste Brasil... principalmente aí no Mato Grosso do Sul.... chega de demagogia e apologia a guerrilheiro bandido....
 
RONILDO COELHO em 17/06/2013 12:52:17
Pra mim é indiferente vou continuar chamando pelo nome das avenidas atuais.....Ernesto Geisel e Costa e Silva
 
Louise Vieira em 17/06/2013 12:47:29
É uma troca de 6 por meia duzia. O que esse e outros indios produzem para o País? Nós temos mania de exagero. Já pensou metade das terras nas mãos de india, vocês defensores vão comer de quê? Aonde vão produzir, porque indio não gosta de trabalhar.
 
luiz alves em 17/06/2013 12:38:35
Se for assim, pq não colocar o nome de um dos jovens que foi brutalmente assassinado para roubarem a camionete para os vagabundos venderem na Bolivia?!
 
Marco Antonio em 17/06/2013 12:31:48
Acho isto uma besteira inútil, agora todos que morrerem em um conflito politico devem ter o mone em uma rua ou praça, assim devemos trocar o nome dos hospitais postos de saúde publica e colocar o mone de tantas pessoas que morrem diariamente ali, por que a mídia não foca em cobrir a falta de educação e saúde publica tenho certeza que seria um assunto de extrema importância.
 
Rosilene Lima em 17/06/2013 12:31:47
Isso e um absurdo. E coisa de Petista Socialistas.
Quem foi esse indio pra ter uma rua em sua homenagem.
Existe pessoas q morreram por causa valida q não recebem homenagem nenhuma.
Esse índio nada fez de produtivo a nação,estado e municipio a não criar ambiente hostil no campo.
 
Marco Aurelio de Souza Perez em 17/06/2013 12:29:35
Esse povo tem é que caçar o que fazer, que absurdo!!
 
Paulenir de Barros em 17/06/2013 12:19:36
fala sério hein!!!! A saúde , a educação num precariedade terrível, e os manda-chuvas, preocupados em trocar nomes de rua? Chega a ser engraçado!!!! Ta certo.... mas explica aí: o que o tal indio fez pela cidade? quem é ele? então qual a diferença de trocar os nomes, sem ninguem nem sabe por qual a razao da homenagem........da linceça hein!! ##pacabamesmo## Acooooorda Bernal!!!!!!!!!!
 
Fabiana Silva em 17/06/2013 12:15:26
O NOSSO ESTADO SE DESTACA POR POSSUIR UM BIOMA LINDO E RIQUISSIMO COMO O PANTANAL... O NOSSO ESTADO É O ESTADO BRASILEIRO ONDE MAIS SEM POSSUEM INDIGENAS CREIO EU...NADA MAIS JUSTO QUE NOSSA CAPITAL RECEBA NOMES DE INDIGENAS EM SUAS RUAS,COMO OZIEL..JUSTA HOMENAGEM!
 
RAFAEL ALVES em 17/06/2013 12:14:36
Só podem estar de sacanagem, Campo Grande não tem que nomear avenidas tradicionais/históricas com nome de índio morto em Sidrolândia. Se preocupem em administrar corretamente a cidade, não em trocar nome de avenida.
 
Érico Correa em 17/06/2013 12:12:10
Absurdo!!

Sou contra tudo isso... a história deve ser preservada. Eu não conheço a indole deste indio, so porque ele morreu vai ser homenageado.

Puts... comissão de louco que não tem o que fazer.,
 
Marcelo Antunes em 17/06/2013 12:06:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions