A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

26/07/2018 22:06

Guarda inicia operação com abordagens e blitz em pontos violentos do Centro

Até então ninguém foi detido ou foram encontradas drogas.

Adriano Fernandes
Revistas à usuários de drogas no entorno da Antiga Rodoviária. (Foto: Divulgação) Revistas à usuários de drogas no entorno da Antiga Rodoviária. (Foto: Divulgação)

Operação da Guarda Civil Municipal percorre, desde o início da noite desta quinta-feira (26) cinco dos pontos mais violentos e com a frequente presença de usuários de drogas, do Centro de Campo Grande.

Até o momento as abordagens já resultaram na apreensão de motos com documentação irregular e autuação de motoristas sem habilitação, além de centenas de revistas pessoais. Até então, ninguém precisou ser detido e nem foram encontradas drogas.

Os trabalhos se concentram, principalmente, na região da Antiga Rodoviária de Campo Grande, Orla Morena, na Orla Ferroviária, há blitz na Ernesto Geisel em frente à obra parada do Centro de Belas Artes e na Praça da Paroquia de Santo Antônio.

Local de onde invasores destruíram o sacrário e levaram um guitarra, na última semana. “Esta ação ocorre primeiramente no Centro, mas se estenderá para os bairros”, informou o Comandante da Guarda, Anderson Gonzaga.

Em todas as regiões, a operação batizada de Cidade Morena, tem como objetivo evitar furtos, roubos e consumo e o tráfico de drogas.

Violência no Centro

A região que "pulsa" com o comércio e a correria durante o dia, tem pontos crônicos, onde roubos e o consumo de drogas, pairam durante todas as noites. Na madrugada da última terça-feira (17) por exemplo, invasores deixaram um rastro de destruição, além de um prejuízo de R$ 45 mil no sacrário da Catedral de Nossa Senhora da Abadia e Santo Antônio.

Endereço que há anos é cercado por moradores de ruas e usuários. Ainda ontem (25) investigadores prenderam homem, de 43 anos, após câmeras de segurança o flagrarem furtando o celular do cliente de uma ótica, no Centro. Preso, o suspeitos admitiu que cometia entre dois e três furtos por dia na região para bancar o vício em drogas.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions