ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEXTA  20    CAMPO GRANDE 11º

Capital

Guarda Municipal é agredido por membros de facção ao deixar trabalho

Por Viviane Oliveira | 23/02/2017 06:43
Caso foi registrado como lesão corporal e ameaça na Depac Centro (Foto: André Bittar)
Caso foi registrado como lesão corporal e ameaça na Depac Centro (Foto: André Bittar)

Guarda Municipal de 29 anos foi agredido a chutes e socos por pelo menos sete homens, quando saía do posto de serviço, por volta das 23h de ontem (22), na Rua Vasconcelos Fernandes, no Bairro Amambaí, próximo a rodoviária velha, em Campo Grande.

Um dos agressores, Maycon Carvalho de Almeida, 26 anos, foi preso. Na delegacia, ele ameaçou a vítima e disse que faz parte da facção criminosa Comando Vermelho. 

Conforme boletim de ocorrência, o servidor contou que após terminar seu turno de trabalho, na unidade de patrulhamento ciclístico, seguia uniformizado para o ponto de ônibus, quando foi atacado pelas costas, pelo grupo.

O servidor relatou ainda que escutou um dos suspeitos dizer: “é guarda, pega ele”. Em seguida foi golpeado com chutes, socos, foi lançado ao chão, mas conseguiu se levantar e lutou com um dos agressores.

A situação chamou atenção dos moradores da região, que foram até o posto da guarda, próximo ao local, e pediram por socorro. Quando uma equipe chegou, os agressores fugiram.

Apenas Maikon, que lutava com a vítima ficou. Ele foi preso e na delegacia continuou ofendendo o servidor. O homem disse que faz parte do Comando Vermelho, já esteve preso e que quando saísse da delegacia iria atrás da vítima 'cobrar a mão'.

Nos siga no Google Notícias