ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  20    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Homem é encontrado morto com tiro no pescoço no Itamaracá

Exames periciais apontaram que Luís Antônio Pedreiro Ruiz de Jesus, de 37 anos, pode ter sido morto durante a madruga desta quinta

Por Adriano Fernandes | 24/09/2020 19:27
Rua onde fica a residência em que a vítima foi morta. (Foto: Google Maps)
Rua onde fica a residência em que a vítima foi morta. (Foto: Google Maps)

Luís Antônio Pedreiro Ruiz de Jesus, de 37 anos, foi encontrado morto com um tiro no pescoço em sua residência, na Rua Naor Lemes Barbosa, no Jardim Itamaracá, em Campo Grande. A Polícia Civil suspeita que a vítima tenha sido assassinada durante está madrugada, por volta da 01h, mas o corpo só foi encontrado às 16h desta quinta-feira (24).

Em depoimento a irmã da vítima, de 41 anos, que mora ao lado da residência de Luís Antônio, contou que saiu para o trabalho por volta das 06h e como de costume, deixou o café da manhã para o irmão sobre o muro do portão da vítima. Ao retornar, já no final desta tarde, ela se deparou com o café da manhã ainda sobre o muro, o portão de acesso à residência entreaberto, e a porta da sala do imóvel também aberta.

Ela encontrou Luís Antônio morto sobre a cama de seu quarto. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado logo em seguida e atestou o óbito às 17h34 desta quinta-feira (24). Peritos da Polícia Civil também estiveram no endereço e constataram que Luíz Antônio foi morto com um tiro de uma arma calibre de 22 ou 32 milímetros.

Sobre a cama ao lado do corpo, haviam uma bermuda jeans e uma camiseta vermelha, que aparentemente teriam sido usados pela própria vítima para estancar a hemorragia. As roupas foram apreendidas para passar por perícia. Ainda conforme o registro policial sobre o caso, os indícios apontam que Luís foi baleado fora de sua residência e em seguida foi para o seu quarto onde acabou morrendo.

Devido a rigidez do corpo os peritos estimam que a vítima foi morta entre 17h a 18h antes do corpo ser encontrado. Segundo a família Luís Antônio era alcoólatra e usuário de drogas, mas estava se tratando. O homicídio foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Cepol.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário