A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Outubro de 2018

03/04/2012 20:58

Homem morto pela Cigcoe estava em livramento condicional da Máxima

Nyelder Rodrigues e Nadyenka Castro

O homem que morreu após trocar tiros com a Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) no Tijuca II, na manhã dessa terça-feira (3), é ex-detendo do Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande, e estava em livramento condicional há seis meses.

Preso por furto qualificado, Jair Jesus Correa, de 29 anos, estava em condicional desde o dia 11 de agosto de 2011. Antes, da condicional, Jair já havia se evadido da Colônia Penal, na Gameleira, no dia 23 de dezembro de 2010, sendo recapturado no dia 15 de março de 2011, ficando detido na Máxima por cinco meses.

Caso - conforme os moradores, por volta das 5h40, policiais do Cigcoe abordaram Jair, que desobedeceu às ordens e iniciou uma fuga de bicicleta, na rua Saint Roman. A certa altura da perseguição, ele abandonou a bicicleta e pulou o muro de diversas casas, até chegar em um matagal.

No local, ele trocou tiros com os policiais e acabou sendo atingido por três disparos, dois deles no peito e um na perna. Ainda assim, Jair correu cerca de um quilômetro antes de cair no meio do mato. Encaminhado para o Hospital Regional, Jair não resistiu aos ferimentos e faleceu.



BANDIDO BOM E BANDIDO MORTO, PARABENS AOS POLICIAS
 
THIAGO ALVES em 04/04/2012 07:09:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions