ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Homem que ficou em estado vegetativo por suposto erro médico morre após 4 meses

Família ainda busca respostas sobre o que, de fato, ocorreu na sala de cirurgia

Por Izabela Cavalcanti | 12/02/2024 09:31
Rodrigo com sorriso no rosto, segurando urso de pelúcia (Foto: Arquivo pessoal)
Rodrigo com sorriso no rosto, segurando urso de pelúcia (Foto: Arquivo pessoal)

O técnico de informática Rodrigo Rezende, de 34 anos, morreu na manhã desta segunda-feira (12), com insuficiência cardíaca. A irmã Mônica Barboza, de 31 anos, confirmou a notícia.

“Ele faleceu hoje de manhã. Ele era um excelente irmão, tio, amigo. Para tudo dava jeito, pronto para ajudar, para dar risada. Um são-paulino fanático. Muita gente estava torcendo por ele, trabalhou em tanto lugar, conhece tanta gente”, disse chorando. O local do enterro e horário ainda não foram informados.

Rodrigo passou por uma cirurgia na vesícula em outubro de 2023, chamada colecistectomia, no Hospital Regional Rosa Pedrossian, mas ficou em estado vegetativo.

Passado alguns dias, o hospital queria dar alta, mas a família não quis aceitar, pois não tinha o apoio necessário para cuidar dele em casa. Em dezembro do mesmo ano, o Campo Grande News noticiou que a família ainda buscava resposta sobre o caso.

Presidente da Associação de Vítimas de Erro Médicos, Valdemar dos Santos acompanha o caso. Segundo ele, há elementos que reforçam a suspeita de falha profissional.

“Queriam liberar o corpo já para enterrar, mas como tem uma área criminal tem que fazer a necropsia. Um momento muito triste para a família. A investigação vai continuar”, lamentou sobre o caso.

Na época, a mãe e irmã tomaram a decisão de denunciar o caso ao CRM (Conselho Regional de Medicina) e ao Ministério Público.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias