A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 26 de Abril de 2019

28/02/2019 15:59

Homem que matou mulher na frente da filha é condenado a 22 anos de prisão

Crime aconteceu no dia 18 de maio do ano passado, na casa em que a família morava, no jardim Itamaracá

Geisy Garnes
Casa onde aconteceu o crime (Foto: Arquivo/Fernando Antunes)Casa onde aconteceu o crime (Foto: Arquivo/Fernando Antunes)

A justiça condenou nesta quarta-feira (27) Douglas Almeida da Silva, de 25 anos, a 22 anos e oito meses de prisão pela morte da mulher Joice dos Santos Sampaio Guimarães. O crime aconteceu no dia 18 de maio do ano passado na frente da filha do casal, na época com 1 anos e um mês.

Douglas passou por julgamento no plenário da 2ª Vara do Tribunal do Júri e foi condenado com a maioria dos votos do conselho de sentença por homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel e feminicídio.

Conforme a denúncia do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), Joice foi morta a facadas na casa em que morava com o marido, no Jardim Itamaracá. No dia do crime, ela saiu para retirou o lixo e foi seguida pelo marido. Quando voltou para a residência foi violentamente agredida com socos.

Durante as agressões, motivadas por ciúmes, o acusado esfaqueou a mulher nove vezes. Os golpes atingiram o rosto, pescoço e tórax de Joice, que morreu na frente da filha de pouco mais de um 1 anos.

Em julgamento, o Ministério Público defendeu que o relacionamento do casal era conturbado e que Douglas mantinha uma postura possessiva em relação à vítima, que registrou boletim de ameaça contra o marido. Na época, a denúncia resultou em medidas protetivas de urgência para Joice, mas ainda assim, eles decidiram reatar o relacionamento.

Durante o júri, o promotor defendeu a condenação pelo homicídio triplamente qualificado e a defensoria pediu a exclusão do motivo torpe. Os jurados, no entanto, acolheram a tese do MPMS.

Diante da situação, o juiz Aluízio Pereira dos Santos determinou 17 anos de prisão pelo homicídio e mais cinco anos e oito meses pelo crime ter sido cometido na frente da filha do casal. Determinou ainda que a pena seja cumprida em regime fechado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions