ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Hospital particular tem 100% de lotação e suspende cirurgias eletivas

Unimed ressalta falta de vagas em hospitais públicos e privados devido a crescimento de casos graves de covid

Por Guilherme Correia | 20/03/2021 17:10
Hospital Unimed, em Campo Grande, tem todos os leitos ocupados conforme painel do governo estadual (Foto: Kísie Ainoã)
Hospital Unimed, em Campo Grande, tem todos os leitos ocupados conforme painel do governo estadual (Foto: Kísie Ainoã)

Com casos graves da covid-19 crescendo exponencialmente em Campo Grande e Mato Grosso do Sul, o hospital Unimed, na Capital, suspendeu cirurgias eletivas, com exceção de casos de urgência e emergência, como forma de reduzir circulação e disseminação do coronavírus.

Por meio de nota, o estabelecimento de saúde informa que as autorizações para atendimentos nos consultórios médicos permanecem mantidas, como forma de "desafogar a procura de Pronto Atendimento médico nos hospitais".

Levantamento feito pela reportagem mostra que leitos clínicos e de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) têm apresentado crescimento na ocupação - atualmente, os dois tipos de estrutura estão com índices de 100%.

Entre os motivos citados para essa decisão, estão "alarmante índice de contágio de pacientes com o vírus", falta de vagas em hospitais públicos e privados devido a grande procura apenas em relação a covid, escassez de medicamentos para intubação e suporte, e até "exaustão" de profissionais da saúde.

Por fim, a instituição recomenda que a população campo-grandense procure manter distanciamento de no mínimo 1,5 metro, use máscaras de proteção facial e não deixe de praticar medidas básicas de higiene.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário