A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

06/06/2016 14:01

Idoso é morto com golpes de barra de ferro na cabeça e tem carro roubado

Antonio Marques e Leandro Abreu
O idoso de 74 anos foi encontrado morto pela esposa dentro da quitinete que morava no Bairro Tijuca no final da manhã de hoje (Foto: Marcos Ermínio)O idoso de 74 anos foi encontrado morto pela esposa dentro da quitinete que morava no Bairro Tijuca no final da manhã de hoje (Foto: Marcos Ermínio)

O microempresário Rubens Alegria, de 74 anos, foi encontrado morto no fim da manhã desta segunda-feira (6), dentro de casa, localizada na Avenida Gunter Hans, no Bairro Tijuca, próximo do Terminal de Transbordo Aero Rancho. Ele foi morto com golpes de barra de ferro na cabeça, segundo informações iniciais da investigação policial.

Alegria era único morador em um conjunto de cerca de 10 quitinetes. A polícia investiga a possibilidade de latrocínio, uma vez que o idoso teve o veículo Chevrolet Celta, de cor prata, roubado.

Conforme o titular da 6ª Delegacia de Polícia Civil, Edmilson Holler, que atende a região do Bairro Tijuca, o crime aconteceu no final de semana, mas somente após os laudos da perícia para apontar o dia e horário da morte do idoso, que morava sozinho no local.

O delegado foi acionado pelo mulher da vítima, que reside em Bela Vista, município a 322 km da Capital, na fronteira com o Paraguai. Ela contou à polícia que Rubens Alegria morava em Campo Grande, mas ia visitá-la sempre aos finais de semana.

“Como ele não apareceu e ela achou estranho não conseguir falar com Rubens pelo telefone no sábado e nem no domingo, a mulher decidiu vir à Capital”, relatou Edmilson Holler, complementando que, ao chegar no local, viu tudo fechado e sentiu um cheiro forte ao se aproximar da quitinete.

A mulher quebrou um dos vidros da janela, viu o corpo do esposo caído ao chão e ao redor uma poça de sangue. Imediatamente, desesperada com a cena, chamou a polícia. Segundo o delegado, a morte foi causada por pancadas com barra de ferro na nuca, que provocou afundamento de crânio.

Edmilson Holler disse que o caso será investigado como latrocínio, uma vez que o veículo Chevorlet Celta, de cor prata, foi levado pelo assassino. O inquérito será de responsabilidade da Derf (Delegacia Especializada em Roubos e Furtos). O delegado que atendeu a ocorrência informou ainda que o carro foi apreendido pela Polícia Militar no Bairro Nova Lima.

Muito abalada com o crime, a esposa não quis falar com a imprensa, mas disse ao delegado que observou a falta do notebook e que também havia certa quantia em dinheiro na casa do marido. Informações que vão ser apuradas no inquérito policial.

Um vizinho, que pediu para não ser identificado, disse que não observou qualquer movimentação diferente no local no final de semana. A polícia deve investigar se quem cometeu o crime era conhecido da vítima, considerando que não havia sinais de arrombamento no imóvel e a casa ficou trancada pelo lado de fora.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions