ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUINTA  21    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Indenização por cobrança abusiva é negada por falta de provas

Consumidora alegou que continuou sendo cobrada mesmo depois de pagar todas parcelas de financiamento

Por Aletheya Alves | 24/11/2020 14:29
Ação foi julgada pela 7ª Vara Cível do Fórum Heitor Medeiros, em Campo Grande. (Foto: Divulgação/TJMS)
Ação foi julgada pela 7ª Vara Cível do Fórum Heitor Medeiros, em Campo Grande. (Foto: Divulgação/TJMS)

Alegando cobranças abusivas, consumidora teve pedido de indenização por danos morais negado pela 7ª Vara Cível de Campo Grande. Relato é de que ligações solicitando pagamento continuaram mesmo após finalizar todas as parcelas de financiamento.

Conforme divulgado pelo TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), a consumidora relatou em processo que as ligações foram realizadas para seus familiares e em seu serviço. Tentando aplicar o Código de Defesa do Consumidor, a solicitação foi de pagamento de indenização por danos morais em R$ 10 mil.

Já a defesa da empresa de financiamento contestou o pedido e afirmou que nunca houve cobrança inadequada e desrespeitosa. Também indicou que a cliente não apresentou provas suficientes para demonstrar a situação.

Em sua decisão, a juíza titular da 7ª Vara Cível, Gabriela Müller Junqueira não aceitou o pedido por danos morais. A justificativa foi de que a cliente não apresentou nenhuma prova que sustentasse as acusações, nem mesmo testemunhas para indicar as ligações recebidas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário