A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

25/03/2015 10:52

Jornada de 30h exigiria 215 contratações e sindicato quer derrubar veto

Aline dos Santos
Equipe de enfermagem fez assembleia ontem no HR para discutir veto. (Foto: Divulgação)Equipe de enfermagem fez assembleia ontem no HR para discutir veto. (Foto: Divulgação)

O Sintss/MS (Sindicato dos Trabalhadores da Seguridade Social) aponta necessidade de contratação de 215 funcionários no HR (Hospital Regional) Rosa Pedrossian e vai buscar diálogo para derrubada do veto ao projeto que estabelecia jornada de 30 horas semanais para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. Atualmente, são 40 horas por semana. 

Publicada ontem, a decisão do governador Reinado Azambuja (PSDB) foi discutida em assembleia ainda na terça-feira. Na negociação, o sindicato vai usar os argumentos de que a nova jornada vai reduzir o número de atestados médicos dos profissionais no HR e que outras unidades já fazem 30 horas. “A saúde como um todo faz 30 horas. A secretaria, o Lacen, Hemosul, núcleos do interior”, afirma o vice-presidente do Sintss, Ricardo Alexandre Corrêa Bueno, que também preside o Conselho Estadual de Saúde.

Quanto aos atestados, ele informa que 60% são para o pessoal da enfermagem, por motivos relacionados a tratamento psiquiátrico e ortopédico. 

Segundo Ricardo, é necessário contratar 35 enfermeiros e 180 técnicos e auxiliares para fechar a escala com a nova jornada. Atualmente, são em torno de 650 profissionais no hospital, localizado em Campo Grande. “A categoria está aberta ao diálogo e quer discutir a viabilidade. Não simplesmente vetar”, afirma.

A comissão quer reunião com o governador e com o presidente da Assembleia Legislativa. Os deputados podem derrubar o veto.

Ao vetar o projeto, o governador justificou que a proposta é de competência da União, uma vez que se trata de matéria que deve ser disciplinada de forma idêntica para todos os profissionais dessa área, ou seja, tem abrangência nacional. Azambuja ressalta que existe em tramitação na Câmara dos Deputados projeto que prevê a regulamentação da carga horária de seis horas dia e trinta horas semanais, para enfermeiros, técnicos e auxiliares.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions