ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 19º

Capital

Jovem acusa pai de santo de assédio sexual em terreiro de umbanda

O caso aconteceu no dia 3 de junho, mas foi divulgado pela vítima nesta segunda-feira

Por Viviane Oliveira | 10/06/2024 11:49
Caso foi registrado como importunação sexual na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do Centro (Foto: arquivo / Campo Grande News) 
Caso foi registrado como importunação sexual na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do Centro (Foto: arquivo / Campo Grande News)

Estudante de 19 anos acusa pai de santo de 65 anos de importunação sexual, ocorrido no terreiro de umbanda localizado na região do Bairro Santo Amaro, em Campo Grande. O caso aconteceu no dia 3 de junho, mas foi divulgado pela vítima nesta segunda-feira (10).

Conforme boletim de ocorrência, a jovem contou que após participar da reunião no terreiro, foi convidada pelo pai de santo a ficar até mais tarde para conversar com a entidade numa sala particular, dentro da casa, enquanto isso ele pediu que os outros participantes fossem embora.

Na sequência, de acordo com os relatos da estudante, o suspeito pediu para ela tirar a saia e passou a importuná-la sexualmente com desculpa que lhe daria um banho de ervas. Assustada com a situação, a vítima colocou a roupa e saiu da residência.

Ainda de acordo com a jovem, ia fazer 3 meses que frequentava o terreiro e nunca tinha ocorrido situação semelhante. Mas outra "filha de santo" já havia comentado que o sacerdote fazia brincadeiras constrangedoras. “Duas meninas me disseram que ele sempre tinha brincadeiras constrangedoras e mania de ficar dando beijo no rosto”, contou.

A reportagem tentou contato com o suspeito mas não conseguiu. Porém, a família disse que o pai de santo está disponível para esclarecer o assunto quando for chamado para prestar declaração na delegacia. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro e encaminhado para a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à mulher), onde segue sob investigação.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias